Jundiaí terá uma segunda liga de futebol amador a partir da temporada 2021, se tudo permitir a realização dos jogos de forma consciente e saudável. Com sede na Chácara Urbana foi fundada e já registrada a LIFAJU – Liga de Futebol Amador Jundiaiense.

A entidade, registrada no 2º Cartório Civil de Jundiaí e o reconhecimento das assinaturas foi realizado no 4º Tabelião de Notas da cidade, tem já dez clubes filiados, segundo seus dirigentes. A LIFAJU já tem diretoria que é a seguinte:

Eduardo Guedes - Presidente

Marcos Bocci – Vice-presidente

Kleberson Paiva – tesoureiro

José Carlos Soares – Secretario

 

Segundo Guedes, o intuito da nova entidade é resgatar o futebol amador de Jundiaí, que ficou “perdido” nos últimos anos. A ideia é que a nova entidade organize o Campeonato Amador da LIFAJU, além de campeonatos sub-20 e master.

Uma das tradições é voltar com um formato conhecido de campeonato na elite. “Inicialmente a ideia é que o formato de disputa seja o clássico do Amador. Na primeira fase sejam todos contra todos e classificam os oito melhores. A partir da segunda fase será mata-mata com vantagem do empate para as quatro melhores campanhas. A final sem vantagem apenas”, disse Guedes.

Outra ideia é que ocorra uma limitação para apenas quatro jogadores “profissionais” (que estejam atuando no futebol profissional naquela temporada) por time.

Entre os clubes já filiados, segundo Guedes já tem o Atlanta Santa Gertrudes, um dos clubes mais tradicionais do salonismo de Jundiaí. Outro dos filiados é o Floresta do Japi. A intenção da entidade é convidar os grandes clubes do futebol amador de Jundiaí para fazer parte como filiados.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação