O lateral jundiaiense Lucas Piton terá uma noite de quarta-feira para ser esquecida. O atleta do Corinthians cometeu um pênalti, aos 37 minutos do segundo tempo, que resultou em gol americano, e eliminou o time de Parque São Jorge da Copa do Brasil desta temporada ainda nas oitavas de final.

No jogo de volta, no Independência, o América Mineiro empatou por 1 a 1 com o Corinthians. O resultado classificou o time de Minas, pois no placar agregado venceu por 2 a 1.

Com isso acaba o sonho de Vagner Mancini vencer pela segunda vez a Copa do Brasil, em 16 anos de carreira. A primeira foi justamente no Paulista, entre o primeiro e segundo ano sua vida como treinador, na temporada 2005.

O Corinthians tinha aberto o placar com um gol de pênalti, aos 15 minutos do segundo tempo, com Fagner. A penalidade foi marcada, após uso do VAR, que observou que Davó foi parado com falta, dentro da grande área, por João Paulo.

O pênalti cometido por Lucas Piton, com passagem nas categorias de base do Paulista, ocorreu aos 35 minutos do segundo tempo. Em uma disputa área com seu adversário, Piton, de costas, desviou a bola com braço. De imediato, Wagner do Nascimento Magalhães marcou a penalidade. O atacante Rodolfo, cobrou no canto esquerdo e marcou o gol de empate no jogo e da classificação americana.

O América Mineiro tem dois ex-jogadores do Paulista no seu elenco: os meias-atacantes Felipe Azevedo e Marcelo Toscano. Ambos não venceram Copa do Brasil na sua carreira, mas tem a chance de vencer uma, como o Paulista tem uma taça na sua sala de troféus.

 

Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação - Mourão Panda / América