O Palmeiras entre os 35 e 40 minutos do primeiro tempo lembrou bastante a Alemanha de uma semifinal da Copa do Mundo em 2014. O alviverde, do português Abel Ferreira, marcou três gols neste período e praticamente garantiu oi passaporte para semifinal da Copa do Brasil. Os 3 a 0 contra o Ceará, na tarde desta quarta-feira, no Allianz Parque, pelo confronto de ida das quartas de final, deixam a equipe em situação bastante confortável.

O domínio palmeirense foi gigante, que não deixou o time cearense finalizar uma bola nos 45 minutos iniciais. Nenhum chute! Fosse para o gol, fosse para fora, pela linha de fundo.

O Palmeiras chutou onze vezes no primeiro tempo, sendo sete no alvo e a primeira no gol foi aos 35 minutos, com Gustavo Scarpa. Escalado como lateral-esquerdo, Scarpa apareceu dentro de área para chutar uma bola reta, com grande colaboração de Fernando Prass, que deixou entrar.

Aos 38 minutos, em jogada novamente na esquerda, a conclusão foi de Raphael Veiga, dentro da grande área, marcando um belo gol – 2 a 0 para o Palmeiras.

Dois minutos depois, em belo chute da entrada da área, Gabriel Verón fez o terceiro do Verdão.

No segundo tempo, aos 37 minutos, o Ceará teria um pênalti marcado a seu favor, quando Leandro Carvalho foi derrubado por Renan dentro da área. Só que o árbitro Bráulio Machado após ver o VAR, anulou a penalidade. Mas no momento que olhou o VAR, o árbitro expulsou o treinador Abel Ferreira – ganhando assim o seu primeiro cartão vermelho em três jogos no comando do time.

O confronto de volta das quartas de final será na quarta-feira da próxima semana, dia 18, às 19h, no Castelão, em Fortaleza.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação – Cesar Greco / SE Palmeiras