A CBF divulgou nesta quinta-feira a lista de árbitros que vão compor o quadro da Fifa em 2021. A lista internacional abriu mais espaço para mulheres, acompanhando o crescimento gradativo dos últimos anos, e também passa a contar especificamente com seis nomes para o VAR. Entre os nomes está mantida a de Edina Alves Batista. Ela que nasceu em Goioerê, no Paraná, atualmente mora em Jundiaí. Outra que mora em Jundiaí e está mantida no quadro da Fifa é Neua Ines Back, natural de Santa Catarina.

Para a atuação em campo, são 16 árbitros e 16 assistentes com alcunha de Fifa. Para 2020, a CBF teve direito a distribuir 30 insígnias. De um ano para outro, foram abertas mais duas vagas para mulheres (uma árbitra e uma assistente).

Entre os homens, não houve alteração entre os integrantes do quadro, a não ser a inserção do VAR. De qualquer modo, os árbitros centrais da Fifa também estão habilitados para atuar como VAR em partidas internacionais.

Para 2021, o Brasil ganhou o direito de indicar 12 mulheres para o quadro internacional, dentre elas, seis árbitras centrais. Com isso, foi possível a inclusão de Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS), que representa a Federação de Futebol do Mato Grosso do Sul. Atualmente árbitra central, ela foi assistente do quadro da FIFA até a temporada de 2018, quando renunciou dessa posição para seguir o sonho de ser árbitra (a mesma trajetória realizada anteriormente por Edina Alves Batista). Além dela, Brigida Cirilo Ferreira (AL) conquistou sua primeira oportunidade no quadro, que apresentou um crescimento de 50% de presença de mulheres nos últimos dois anos.

O quadro internacional de 2021 tem oito integrantes que terão a primeira chance na Fifa: Brigida Cirilo Ferreira (AL), Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS), Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG), José Claudio Rocha Filho (SP), Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC), Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP), Rodrigo Nunes de Sá (RJ) e Wagner Reway (PB).


Lista completa do quadro internacional FIFA de árbitros e assistentes brasileiros para 2021

Árbitros e árbitras

Anderson Daronco (RS)

Bráulio da Silva Machado (SC)

Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Charly Wendy Straud Deretti (SC)

Daiane Caroline Muniz dos Santos (MS)

Deborah Cecília Cruz Correia (PE)

Edina Alves Batista (SP)

Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Luiz Flavio de Oliveira (SP)

Rafael Traci (SC)

Raphael Claus (SP)

Rejane Caetano da Silva (RJ)

Rodolpho Toski Marques (PR)

Thayslane de Melo Costa (SE)

Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Wilton Pereira Sampaio (GO)


Assistentes

Alessandro Rocha Matos (BA)

Bárbara Roberta da Costa Loiola (PA)

Brigida Cirilo Ferreira (AL)

Bruno Boschilia (PR)

Bruno Raphael Pires (GO)

Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

Fabricio Vilarinho da Silva (GO)

Fabrini Bevilaqua Costa (SP)

Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG)

Guilherme Dias Camilo (MG)

Kleber Lucio Gil (SC)

Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

Neuza Ines Back (SP)

Rafael da Silva Alves (RS)

Rodrigo Henrique Correia (RJ)


Árbitros assistentes de vídeo (VAR)

Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

José Claudio Rocha Filho (SP)

Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)

Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Wagner Reway (PB)


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação - CBF