O atual presidente da Confederação Brasileira de Basketball (CBB), Guy Peixoto, decidiu concorrer à reeleição no pleito que acontece em março de 2021. A principal novidade é que Magic Paula aceitou o convite e será a sua vice na chapa. Magic Paula é ex-jogadora de basquete de Jundiaí nos anos 70 e 80.

Quando foi eleito em março de 2017, Guy Peixoto fez uma promessa de não seguir na entidade após quatro anos. A sua intenção era colocar tudo em ordem e eleger um sucessor. Apesar da situação da CBB melhorar muito na sua gestão, o ex-jogador recebeu diversos apelos para continuar como presidente e decidiu aceitar.

A entrada de Magic Paula na chapa de Guy Peixoto é para passar mais credibilidade para uma continuidade na gestão da CBB. Campeã mundial e medalhista olímpica, a ex-jogadora sempre foi muito atuante fora de quadra, com diversos projetos para o crescimento da modalidade.

Agora terá oportunidade, em caso de vitória na eleição, de colocar em prática planos importantes, principalmente para o basquete feminino.

Com a confirmação da chapa de Guy Peixoto, agora com Magic Paula, resta saber quem vai concorrer contra o atual presidente da CBB no pleito de março de 2021. Alguns presidentes de federações estão se articulando para lançar um nome de oposição. Na eleição de 2017, Amarildo Rosa, então presidente Federação Paranaense de Basketball, foi candidato.


Magic Paula

Magic Paula atuou em dois períodos no basquete jundiaiense. Entre 1976 e 1979 no Divino Salvador e entre 1988 e 1989 no Cica/Divino.

Seu momento inesquecível no Bolão aconteceu com a camisa verde e amarela. “Por incrível que pareça, não foi pelo Divino. Eu tinha 15 anos, foi um jogo vestindo a camisa do Brasil em um torneio internacional e que fomos campeãs”, explicou em entrevista ao site da Prefeitura de Jundiaí, ao jornalista Fábio Manzini, em 2013.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação