O ex-treinador do Paulista, Marcelo Veiga faleceu nesta segunda-feira, dia 14, vítima da covid-19, aos 56 anos. Também ex-jogador, atualmente no São Bernardo FC, onde dirigia a equipe que está na semifinal da Copa Paulista, ele estava internado a quase um mês, entubado, na Santa Casa de Bragança Paulista.

Marcelo Veiga foi uma das vítimas do surto de coronavírus que atingiu o São Bernardo Futebol Clube, que fica alojada na cidade de Atibaia. O início das contaminações foram por volta do dia 10 de novembro. Só para se ter uma ideia, o Tigre chegou a ir para alguns jogos da Copa Paulista com 14 jogadores relacionados, pois os outros atletas e membros da comissão técnica foram detectados com a covid-19.


Carreira

Nascido em São Paulo, no dia 7 de outubro de 1964, Marcelo Veiga começou a carreira de jogador no Santo André. O lateral-esquerdo começou a fazer sucesso no futebol cearense, onde foi campeão estadual em 1988 pelo Ferroviário.

Depois, passou por Santos, Internacional, onde foi campeão gaúcho e da Copa do Brasil em 1992, São Carlense, Goiás, Bahia, Portuguesa, Fortaleza, Joinville, Atlético Goianiense, Matonense e Itumbiara, onde parou de jogar em 1999.

No mesmo ano em que pendurou as chuteiras, Marcelo Veiga começou como treinador da Matonense. Como técnico, tem uma ligação forte com o Bragantino, com diversas passagens pelo clube e tendo como destaque o título do Brasileirão Série C de 2007. Em 2015 foi campeão da Série D com o Botafogo de Ribeirão Preto. Ele passou no Paulista no ano de 2007, quando dirigiu a equipe no começo da Série B do Brasileirão.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação