A Portuguesa está classificada para a decisão da Copa Paulista. na Noite desta quarta-feira (16), os comandados do técnico Fernando Marchiori (que não esteve no banco por ter dado positivo para covid-19) venceram o São Bernardo FC, por 3 a 0, no estádio do Canindé, em São Paulo, pela volta da semifinal. A série terminou 4 a 1 para a Lusa, que na final encara o Marília. Este foi o primeiro jogo do time do ABC sem Marcelo Veiga como seu treinador, após a sua morte, que ocorreu na segunda-feira.

Na final, os paulistanos vão enfrentar o Marília, que eliminou o XV de Piracicaba ao perder por 1 a 0, em Piracicaba, mas o MAC avançou com 3 a 2 no placar agregado após 180 minutos.

A primeira partida acontecerá no Abreuzão, em Marília, enquanto a finalíssima acontecerá no Canindé, em São Paulo. Dias e horários ainda serão confirmados. Cabe destacar que o campeão escolherá se disputará Copa do Brasil ou Série D do Campeonato Brasileiro na próxima temporada; o vice fica com a outra vaga.


O jogo do Canindé

A Portuguesa começou a partida disposta a encaminhar a classificação. Logo aos três, Diego Jussani exigiu grande defesa de Gabriel Gasparotto em cobrança de falta. O placar foi aberto na sequência. Após trama originada no escanteio, Willian Magrão acionou Maykinho pela esquerda. Ele cruzou, mas viu a bola ser desviada pela zaga aurinegra no meio do caminho e parar no fundo do barbante. A pressão rubro-verde continuou e aos 11. Geovani fez grande jogada individual e bateu, parando em Gabriel Gasparotto, só que atento, Bahia chegou 'cutucando' para dentro.

Precisando de uma reação, o São Bernardo quase descontou logo aos três minutos da etapa complementar, em venenosa cobrança de falta de Pará.

A Portuguesa garantiu a vaga pouco depois, aos oito. Geovani fez grande jogada pela direita, trouxe para o meio, limpou a marcação, e bateu rasteiro, acertando o canto inferior direito. No restante do duelo, os visitantes não conseguiram pressionar, enquanto os donos da casa tentaram encaixar contra-ataques, o que não acabou acontecendo.


Jogo em Piracicaba

O jogo no Barão de Serra Negra começou bastante movimentada e nos dez primeiros minutos, ambas as equipes tiveram a chance de abrir o placar. Depois o jogo caiu de produção e o XV somente foi marcar muito tarde na partida: aos 34 minutos do segundo tempo. Fabinho recebeu na área a bateu cruzado. O goleiro Igor Castro até resvalou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

A partir daí, o XV de Piracicaba foi com tudo para o ataque, afinal mais um gol levaria a decisão para os pênaltis. Do outro lado, o Marília foi se defendendo como dava e assim aconteceu até o apito final. Por isso, o duelo terminou com a vitória magra dos donos da casa por 1 a 0.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação