Sem Soteldo, que testou positivo para covid-19, se pensou que o time de Cuca teria dificuldades para atacar. Só que pelo contrário, além de mostrar eficiência quando tinha a bola, não deixou o seu adversário, o Grêmio chutar ao gol no primeiro tempo. Saiu com resultado positivo no intervalo, e depois no jogo, e saiu com uma vitória importante no primeiro confronto das quartas de final da Copa Libertadores. Em Porto Alegre, o Peixe empatou com o time gaúcho por 1 a 1, gol de Kaio Jorge para o Santos, aproveitando erro grosseiro em saída errada do arqueiro Vanderlei, e Diego Souza, em cobrança de pênalti no último lance do jogo. Com isso, o Santos pode empatar por 0 a 0 no jogo da volta para se classificar para semifinal. O Grêmio pode avançar com empate a partir de 2 a 2.

O Santos mostrou bastante eficiência no primeiro tempo. Das seis finalizações que teve, duas foram ao gol, sendo que uma entrou. Foi aos 37 minutos, após saída errada do goleiro Vanderlei, Kaio Jorge aproveitou o gol vazio para fazer 1 a 0.

O Grêmio, de Renato Gaúcho, que se auto intitulou essa semana o melhor futebol praticado no país, nos primeiros 45 minutos, mostrou rendimento de pior futebol do Brasil. Apenas uma finalização, sendo que foi para fora. Chute ao gol foi nenhum e o goleiro John foi um torcedor do Santos em campo.

Primeiro chute ao gol do Grêmio ocorreu apenas aos 20 minutos do segundo tempo, em chute de longe muito bem executado pelo zagueiro David Braz. Mesmo assim, o Peixe acertou o alvo mais vezes do que ocorreu no primeiro tempo: três vezes.

Só que o jogo somente acaba quando termina. E no acréscimo, já sem Diego Pituca, expulso, o Santos se defendeu e aos 50 minutos, o árbitro Juan Gabriel Benitez marcou pênalti a favor do Grêmio, após toque no braço de Vinicius Baliero, ex-jogador do Paulista. Diego Souza cobrou e desta vez não errou uma cobrança decisiva e empatou o jogo.

Apesar de sofrer o empate no fim, quem comemorou foi o Santos que leva o 1 a 1 da série para quarta que vem, às 19h15, na Vila Belmiro, e se não levar gols na próxima semana conquista classificação.


Lucas Veríssimo

O jundiaiense Lucas Veríssimo esteve em campo e atuou os 90 minutos na zaga. Após se recusar treinar na segunda-feira e praticamente ficar de fora da partida por não ter sua situação de uma transferência resolvida, ele conversou com técnico Cuca na terça-feira e esteve em campo. No jogo, Veríssimo da linha de defesa não teve grandes números: nenhum desarme, cinco cortes e duas interceptações. Ele errou bastante passes: menos de 70% de aproveitamento (18 de 26).


Arbitragem ruim

O árbitro Juan Gabriel Benitez, do Paraguai, foi o designado pela Conmebol para apitar o confronto brasileiro. A escala errada da confederação sul-americana, ainda mais em tempos de pandemia se mostrou dentro de campo: expulsão revista pelo VAR e jogo com entradas bastante violentas e alguns momentos de lances de empurra-empurra. Foram sete amarelos dentro do jogo.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação