Embora tenha saído do Castelão com um empate em 0 a 0 com o Fortaleza, o Corinthians comemorou o ponto conquistado diante das circunstâncias que a partida trouxe, como expulsão, arbitragem polêmica e as oscilações do time dentro de campo. Tudo isso foi analisado por Vagner Mancini, que também explicou por que não substituiu Jô, que não mostrava boa atuação.

“O lance da expulsão eu vi e não vejo agressão, assim como o lance do pênalti, que chama a atenção porque o atleta do Fortaleza acerta o Gabriel e a bola já tinha passado, ele erra o tempo da bola. A alegação do árbitro é que o Gabriel se deixou tocar, não tinha espaço para não se deixar tocar, então numa análise de jogo, eu acho que foi um jogo disputadíssimo, duas equipes que brigaram bastante dentro de campo e uma arbitragem que ficou um pouco abaixo daquilo que todos nós esperávamos, principalmente no lance do pênalti”, disse na coletiva de imprensa.

O Corinthians só voltará a campo agora no dia 13 de dezembro, quando recebe o São Paulo na Neo Química Arena pela 25ª rodada do Brasileirão-2020. Até lá, Mancini terá cerca de dez dias de treinamento com o elenco, que não poderá contar com Jô, suspenso. Atualmente, o Timão tem 30 pontos e está na 10ª posição na tabela, mesma pontuação do Fortaleza, que permanece em 9º.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação