25/01/20 - Esporte Jundiaí Esporte Jundiaí: 25/01/20

25/01/2020

Série A3: Na estreia, Paulista desperdiça dois pontos em casa



Thiago Batista
Foto: Gustavo Amorim / Divulgação

O Paulista deixou logo na largada dois pontos que podem ser importantes no fim da primeira fase da Série A3 do Campeonato Estadual. Em casa, onde foi dominante no ano passado na ‘Bezinha’, o Galo ficou no 1 a 1 com o Nacional de São Paulo. A partida ocorreu neste sábado, no Jayme Cintra.

O time, montado e gerido pela Kah Sports, nos próximos quatro jogos fará três partidas como visitante: na quarta-feira encara o Barretos, e nos dias 8 e 12 enfrenta Noroeste e Comercial, respectivamente. Neste período terá a partida contra o EC São Bernardo, no dia 1º, às 16h, no Jayme Cintra.

O Paulista abriu o placar ainda com 9 minutos de jogo. Após toque de mão dentro da área de um defensor do NAC, o árbitro apontou para a marca da cal. A cobrança de pênalti foi convertida por Robinho, um dos novos reforços do Galo.

O Nacional empatou aos 27 minutos da etapa final com Gabriel Palito, após um erro do sistema defensivo do Tricolor.

Palito veio do banco de reservas e as mudanças feitas pelo treinador Tuca Guimarães fizeram bastante efeito na equipe da capital, que não fez um bom primeiro tempo, mas esteve próximo da vitória nos 45 minutos.

Já o treinador Edson Fio não pode ter o banco completo para a primeira rodada. O Paulista – muito também pela Kah Sports, optou em inscrever apenas 17 jogadores (dois goleiros e 15 de linha) e assim o técnico teve apenas seis atletas entre os reservas e não sete.

Dado histórico
Segundo dados do historiador Ivan Gottardo, o empate deste sábado foi o 25º do confronto, em agora 77 jogos. Cada time venceu 26 vezes e marcou 92 gols. Mas o tabu aumenta mais um pouquinho, já que agora são 5 jogos sem vitória do Tricolor no confronto, pois a última vez foi em 8 de abril de 2001, no Jayme Cintra, pela A2 na época (3 a 1).

1       PAULISTA
Matheus Lopes; Victor Emerson, Carrasco (Ronaldo Dourado), Murylo e Yan; Zulu, Potiguar e Lucas Silva; Nenê, Robinho (Rafael Compri) e Matheus Bilatto (Daniel). Técnico: Edson Fio

1       NACIONAL
Matheus Poletine; Alanderson, Gabriel Moreira, Diego Chiclete e Thiago Luiz; André Rocha, Matheus Silva e Emerson Mi (Ricardinho); Lauder (Gabriel Palito), Léo Ribeiro e Vinicius Faria (PH Lopes). Técnico: Tuca Guimarães

Gols
Robinho, de pênalti, aos 9min do 1º tempo (1-0)
Gabriel Palito, aos 27min do 2º tempo (1-1)

Cartões amarelos
Yan, Nenê, Victor Emerson, Daniel e Murylo (PTA); Vinicius Faria e André Rocha (NAC)

Árbitro: Willer Fulgêncio Santos
Auxiliares: Gilberto Aparecido Romanchelli e Edson Rodrigues dos Santos
estádio Jayme Cintra, em Jundiaí
Leia Mais ►

Noroeste, Primavera e Rio Preto estreiam com vitória na A3



Por Futebol Paulista
Foto: Bruno Freitas/Noroeste

Noroeste, Primavera e Rio Preto estrearam com vitória no Paulistão A3.

No estádio Primeiro de Maio, o Noroeste fez 2 a 0 no EC São Bernardo e arrancou três pontos fora de casa para terminar a rodada entre os líderes. Os gols foram marcados por Jean Pierre e Pedro Felipe.

Em Indaiatuba, o Primavera fez o dever de casa ao fazer 1 a 0 no Capivariano, com gol de Alan Rodrigues. O Rio Preto ganhou do Comercial pelo mesmo placar, no Anísio Haddad, com gol marcado por Gabriel Barcos. Em Osasco, Grêmio Osasco e Barretos ficaram no 0 a 0.
Leia Mais ►

Pilares da conquista do Inter exaltam título e torcida colorada



Por Futebol Paulista
Foto: SC Internacional

No aniversário de 466 anos de São Paulo, o Internacional venceu o Grêmio na final da 51ª Copa São Paulo de futebol júnior, disputada na manhã deste sábado (25), no estádio do Pacaembu. A partida terminou em 1 a 1, com gols de Fabrício e Guilherme Pato; foi decidido nos pênaltis, os quais a equipe colorada venceu por 3 a 1. Com isso, o Internacional chega a sua quinta conquista de Copinha.

Carlos Eduardo, autor do último pênalti do Internacional, desabafou após a conquista. “A gente trabalha para isso e conseguimos ser contemplados com o título. Se tiver a oportunidade de subir (profissional), a gente tem que estar preparado para chegar lá e fazer bonito. Fui muito criticado ano passado e isso serviu para mostrar para as pessoas que me criticam como tudo acontece na hora certa”, revelou.

Capitão da equipe pentacampeã e uma das referências do meio-campo colorado, o meia Cesinha ressaltou a importância da Copinha para o atleta de base e exaltou a conquista diante do maior rival. “Não tem preço, a Copinha é uma competição que todo jogador de base quer jogar e é um gostinho bom ser campeão dessa competição em cima do maior rival. É a realização de um sonho, porque eu já havia jogado a do ano passado, mas não fomos tão bem, e viemos com a meta de ser campeão”, afirmou o camisa 10.

Emerson, goleiro do Internacional, falou da importância da torcida na campanha. “É muito especial, pelo momento e pelas coisas que a gente ouvia dos outros de fora, que a gente não era capaz, e o grupo pode vir aqui, de cantinho, e foi chegando. Ouvir a torcida gritando meu nome foi especial, eles sempre estão apoiando, tanto no profissional quanto na base, e vir aqui para São Paulo, mesmo quem já é daqui, e isso foi muito importante", enfatizou o guarda-metas.

Com defesas fundamentais ao longo do jogo, Emerson também revelou a expectativa por trabalhar com o técnico Eduardo Coudet, recém-contratado pelo Internacional. "É uma boa vitrine para o professor Coudet, tivemos jogos fortes, com nível bem alto e ele consegue ter uma ideia de como cada um vai corresponder", finalizou.

O Internacional acumula cinco conquistas de Copa São Paulo. O Colorado foi campeão em 1974, 1978, 1980, 1998 e 2020.
Leia Mais ►

Com torcida única, Guarani vende ingressos para jogo com o Santos


Por Futebol Paulista

Na próxima segunda-feira (27/, o Guarani faz sua estreia no Brinco diante do Santos, às 20 horas, em duelo válido pela segunda rodada do Campeonato Paulista. Com torcida única – por determinação do Ministério Público -, a torcida bugrina poderá ocupar todos os setores do estádio.

Torcedores com a camisa do Bugre pagam meia entrada. Os ingressos para o confronto já estão à venda.  Os bilhetes custam entre R$ 20 e R$ 60.

Vale lembrar que na estreia no Paulistão, jogando na cidade de Limeira, o Bugre golou a Inter por 4 a 0. Já o Santos, na Vila Belmiro, ficou no empate sem gols diante do Red Bull Bragantino

Leia Mais ►

Nenê comemora bom início de temporada com o Fluminense


O Fluminense manteve os 100% de aproveitamento na Taça Guanabara ao vencer por 2 a 0 a Portuguesa, nesta quinta-feira, no Maracanã. O meia Nenê (ex-Paulista) mais uma vez foi um dos destaques do time tricolor e marcou um dos gols da partida. O jogador comentou que se preparou para começar bem a temporada.

“Mais uma vitória. Isso que é o importante. Me preparei desde as férias para chegar bem na pré-temporada. Cheguei no meio da temporada passada, com outro preparo físico. Estamos trabalhando forte para render em campo”, disse.

Mesmo com a vitória, o Fluminense terminou a segunda rodada da Taça Guanabara na segunda posição do grupo B, com seis pontos, mas atrás de Volta Redonda e com os mesmos números do Madureira nos critérios de desempate. Na próxima rodada, os tricolores terão pela frente o Bangu, neste domingo, em Moça Bonita.

Por GazetaEsportiva.Net

Leia Mais ►

Estádio do Barretos é liberado para Série A3


A próxima partida do Paulista na Série A3 do Campeonato Estadual está marcada para quarta-feira (29), às 20h, em Barretos, contra os donos da casa. O estádio Fortaleza somente foi liberado pela Federação Paulista para receber jogos na noite de sexta-feira.

Até quinta-feira o clube ainda não tinha atualizado os laudos de Condições Sanitárias e o AVCB (Auto Vistoria do Corpo de Bombeiros) que venceram em 15 de janeiro.

Se não atualizasse os laudos até a próxima terça-feira o Barretos perderia a partida para o Galo por WO (3 a 0 para o Paulista).

Por Thiago Batista
Leia Mais ►

Tabelas


Temas