“Festa do vírus?” Decreto do RJ autoriza 10% de 'público' no Maracanã na final da Libertadores - Esporte Jundiaí

Propagandas

“Festa do vírus?” Decreto do RJ autoriza 10% de 'público' no Maracanã na final da Libertadores

Foto: Divulgação

Um decreto do governador em exercício do Rio de Janeiro, Claudio Castro, autoriza a ocupação de 10% da capacidade do estádio no Maracanã para a final da Copa Libertadores de 2020. Isso vai contra o que as principais autoridades médicas recomendam – quando mais liberar, mais o vírus pode proliferar, fazendo assim a “festa do vírus da covid-19”. O jogo entre Palmeiras e Santos está marcado para o dia 30 de janeiro. A informação é do site UOL Esporte.

O texto do diário oficial é de quinta-feira e ressalta que o evento não terá público pagante. Só que é autorizada a presença de pessoas devidamente credenciadas pela entidade organizadora, inclusive integrantes da coordenação, realização, segurança e patrocínio do evento e das entidades esportivas participantes até o limite máximo de 10% da capacidade do estádio. Ou seja, mais de 7mil pessoas podem estar presentes no Maracanã no dia da final. Atualmente a capacidade do local é de 78.838 - 10% seria 7.883. No futebol europeu e jogos da CBF, menos de 300 pessoas ocupam os estádios, quando realizados com portões fechados por conta da pandemia.

Entre as regras para permanência no Maracanã, segundo o decreto, estão o teste PCR com resultado negativo, checagem de temperatura, uso de máscara e respeito às delimitações de segurança no local. Além dessas determinações, um dos objetivos do decreto é autorizar a realização da final única da competição.

Postar um comentário

0 Comentários