O treinador de futebol Ricardo Chuva esteve na manhã desta quinta-feira no estádio Jayme Cintra conversando com diretores do Paulista. Ele mesmo confirmou a visita a casa do Tricolor jundiaiense, onde ressaltou que nenhum convite foi feito para ele para comandar a equipe profissional do Galo na disputa da Série B1 do Paulistão nesta temporada. “Hoje foi apenas um bate-papo”, enfatizou.

Na visita, Chuva foi acompanhado pelo presidente do clube, Rodrigo Alves, o vice-presidente jurídico e diretor de futebol, Marco Zuffo, e o gerente de futebol, Julinho Teixeira. Na visita, Ricardo conheceu as obras que estão sendo realizadas no estádio Jayme Cintra.

“O papo com eles foi muito produtivo, na qual mostraram todo projeto para 2021 que por sinal estão de parabéns por mostrar ser algo muito sério. A final hoje foi um bate papo mesmo”, comentou o treinador que trabalhou entre 2016 e 2020 no Amparo, com uma passagem em 2017 como auxiliar-técnico de Umberto Louzer no sub-20 do Paulista na Copa São Paulo.

Chuva disse que no momento ele está livre no mercado. “No momento no Amparo estamos sem vínculo. Até o final do mês eles devemos definir as coisas. Gostei do projeto que eles (Paulista) têm, e isso inclui a gestão sobre o futebol de pessoas profissionais que amam o clube”, contou o profissional.

Na visita, Ricardo Chuva conheceu a infraestrutura interna, reformas e os cuidados do gramado (que já apresentou melhoras, conforme o clube mostrou em suas redes sociais no mês de dezembro) e também parcerias, como a renovação com um importante grupo de saúde.

Ricardo Chuva está bastante feliz com o momento vivido por ex-profissionais com quem ele conviveu na Copa São Paulo de 2017. Vinicius Balieiro, conhecido nos tempos de Paulista de Vínicius Paulinho, está na final da Copa Libertadores, enquanto Umberto Louzer conquistou o acesso da Série B para a Série A no comando da Chapecoense. “Geração muito boa e feliz pelo momento que o pessoal vive”, finalizou.


Por Thiago Batista de Olim - Arte: Thiago Batista de Olim