“Sem asas”, São Paulo leva “olé” do “touro” Bragantino: 4 a 2 - Esporte Jundiaí

Propagandas

“Sem asas”, São Paulo leva “olé” do “touro” Bragantino: 4 a 2

O São Paulo estava “sem asas” para imaginação neste primeiro meio de semana do futebol brasileiro. E a falta de “asas” contra um adversário que estava como um “touro enfurecido” foi fatal. O Bragantino aproveitou o espaço deixado pelos atletas do Morumbi e com uma bela exibição fez 4 a 2, em casa, pela 27ª rodada do Brasileirão – 2020. Uma exibição que o “touro enfurecido” merecia gritos de “olé” pelos seus torcedores, caso pudesse ter torcida nos estádios – o que está proibido no futebol brasileiro devido a situação da pandemia da covid-19.

O baile do Touro – mascote atual do Bragantino começou aos quatro minutos com Claudinho, aproveitando grande vacilo de Daniel Alves na saída de bola para fazer 1 a 0 para o Massa Bruta. Dez minutos depois, grande passe de Claudinho para Raul marcar 2 a 0.

Aos 16, Tchê Tchê diminuiu o placar, só que no lance seguinte, aos 18, Fabrício Bruno fez o terceiro do Braga, de cabeça. O Bragantino ampliou nos acréscimos do primeiro tempo, com Artur, em contra-ataque, aproveitando erro grosseiro na saída de bola do zagueiro Diego Costa.

No segundo tempo, ainda mais com a expulsão (boba) de Tchê Tchê (por agressão), o Bragantino tratou de ter a posse de bola, mas sem finalizar bastante. Teve ainda uma bola na trave em cabeçada do venezuelano Hurtado. Nos acréscimos, com auxílio do VAR, o São Paulo fez o segundo gol com Carneiro. Só que a vitória do Bragantino estava mais do que sacramentada.


Classificação e próxima rodada

O São Paulo se mantém na liderança com 56 pontos. O Tricolor do Morumbi tem sete de vantagem para o Flamengo, segundo colocado. O Bragantino subiu para 12º com 34 pontos, ficando seis pontos do Z-4, aberta pelo Vasco com 28.

Na próxima rodada, no domingo, o São Paulo enfrenta o Santos no Morumbi, às 16h, enquanto o Bragantino, em casa, pega o Atlético Mineiro na segunda-feira, às 20h.


Por Thiago Batista de Olim - Foto: Divulgação - Diogo Reis/AGIF

Postar um comentário

0 Comentários