Edina Alves se torna a primeira mulher a ser árbitra de um jogo masculino adulto da Fifa - Esporte Jundiaí

Propagandas

Edina Alves se torna a primeira mulher a ser árbitra de um jogo masculino adulto da Fifa

Foto: Divulgação - Fifa

Edina Alves Batista se tornou, neste domingo (7), a primeira mulher a ser árbitra de um jogo masculino profissional da Fifa. A brasileira atuou na partida entre Al Duhail e Ulsan pela Copa do Mundo de clubes da Fifa. Também brasileira, a auxiliar Neuza Back compôs, ao lado da argentina Mariana de Almeida, o trio 100% feminino que fez história no Catar. Edina e Neuza atualmente moram em Jundiaí e pertencem também ao quadro de árbitras da Federação Paulista de Futebol.


Outras árbitras já haviam comandados partidas de competições da Fifa, mas apenas nas categorias de base. As Copa do Mundo sub-17 de 2017 e 2019 tiveram mulheres em seus quadros de arbitragem. Mas esta é a primeira vez que uma árbitra comanda um jogo de futebol masculino profissional da entidade. Com atuação segura durante os 90 minutos da partida, a equipe apitou a vitória do Al Duhail, time da casa por 3 a 1 sobre os coreanos.


Foto: Divulgação - Fifa


Edina apitou 24 faltas, sendo dez dos catarianos e 14 do Ulsan. Ela mostrou dois amarelos para os coreanos e um apenas para a equipe representante do Catar. Na partida, a dupla de assistentes Neuza e Mariana marcaram dois impedimentos.

 

Membros do quadro internacional da CBF, Edina Alves e Neuza Back foram indicadas para o Mundial de Clubes no fim do ano passado. A dupla já havia estreado na competição na última quinta-feira, quando compuseram a equipe de arbitragem do duelo entre Tigres e Ulsan. Edina atuou como quarta árbitra e Neuza foi auxiliar reserva. Elas estarão novamente nestas funções no duelo entre Bayern de Munique e Al Ahly, nesta segunda-feira (8), pela semifinal.

Postar um comentário

0 Comentários