Governo do estado de SP lança programa de desenvolvimento do esporte paralímpico - Esporte Jundiaí

Propagandas

Governo do estado de SP lança programa de desenvolvimento do esporte paralímpico

Em uma parceria da Secretaria de Esportes com a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Governo de São Paulo está lançando o projeto Paradens (Programa de Desenvolvimento Paralímpico), que tem como objetivo fomentar o esporte paralímpico de base.


Entre as principais ações do Paradens, a capacitação técnica dará a oportunidade dos professores de educação física da rede pública, privada, de entidades e clubes do estado de São Paulo de adquirirem conhecimento teórico e prático do esporte paralímpico. Além desses profissionais, os alunos de graduação do último ano de educação física também poderão se inscrever.


As aulas práticas da capacitação contarão com a aplicação de conceitos e técnicas, fundamentos básicos e adaptações necessárias para iniciar e dar continuidade ao processo educativo-esportivo nas seguintes modalidades: bocha, natação, goalball e vôlei sentado e serão realizadas em nove locais distintos, sendo eles as oito regiões esportivas do estado, mais a cidade de São Paulo.


Em cada região serão disponibilizadas 50 vagas para as capacitações. As informações, conteúdo programático da capacitação e formulário de inscrição estão disponíveis no site www.paradens.com.br.

 

Ações do Paradens

O Programa de Desenvolvimento Paralímpico terá como ações o mapeamento das entidades que trabalhem com Paradesporto no estado de São Paulo.

  • Criação de um banco de dados oficial do Estado para consulta pública online e gratuita
  • Homologar entidades para fazerem parte do “Quadro da Secretaria de Esportes” no Portal, oferecendo por meio de visitas uma consultoria geral para implementar melhorias e alavancar a qualidade das entidades, além de uma consultoria administrativa focada na gestão do esporte paralímpico
  • Capacitação Técnica para profissionais de educação física que trabalhem com o paradesporto ou pretendam inserir nas entidades e escolas do estado de São Paulo

Postar um comentário

0 Comentários