Jundiaiense é eleito melhor jogador em conquista do seu time do Mundial de basquete - Esporte Jundiaí

Propagandas

Jundiaiense é eleito melhor jogador em conquista do seu time do Mundial de basquete

Foto: Fiba

O jundiaiense Vitor Benite fez história na última semana. Capitão do Hereda San Pablo Burgos, da Espanha, o ala conquistou a Copa Intercontinental FIBA, o Mundial de clubes de basquete masculino. O time de Benife venceu por 82 a 73 sobre o Quimsa, da Argentina, em jogo disputado no ginásio do Obras Sanitarias, em Buenos Aires.


Com o título, Benite tornou-se o primeiro brasileiro duas vezes campeão mundial de clubes, repetindo o feito conquistado em 2014, quando atuava pelo Flamengo.


Além de levantar a taça, o brasileiro foi eleito o MVP da decisão (melhor jogador da final), liderando o Burgos em quadra com 19 pontos e cinco bolas de três em menos de 28 minutos de ação. O maior pontuador da decisão, no entanto, foi o ala norte-americano Thomas Robinson, do Quimsa, com 25 pontos.


Foto: Fiba


“Não tem nada mais importante na carreira do atleta do que um título. A gente busca isso e não existem muitas oportunidades para jogar um torneio tão importante como este. Fico muito feliz por ganhar pela segunda vez a Copa Intercontinental, por continuar fazendo história com este clube e estar em um momento muito bonito da minha carreira. Sair com o MVP no final das contas é algo mais. Feliz, mas o mais importante é esse título maravilhoso”, celebra Benite, que nasceu em Jundiaí em 20 de fevereiro de 1990.


O Hereda San Pablo Burgos havia se classificado para o intercontinental após vencer a Champions League 2020, derrotando o AEK, da Grécia, na decisão, por 85 a 74 – no que foi o primeiro título internacional da curta, mas já vitoriosa história do clube, fundado em 2015. Títulos que Benite dedica à cidade espanhola (250 km da capital, Madri), que abraçou o time.


“É um sentimento maravilhoso. (Burgos) é uma cidade completamente apaixonada pelo clube, temos os melhores torcedores da Europa, que estão sempre com a gente. Então, levar um pouco de alegria a eles é o melhor sentimento”, completa o atleta.


Realizada desde 1966, a Copa Intercontinental da FIBA tem o Real Madrid como maior vencedor (5 títulos) e duas conquistas brasileiras: com o Esporte Clube Sírio, em 1979 – time de Oscar Schmidt, Marcel, Marquinhos Abdalla, Eduardo Agra e companhia, treinado por Claudio Mortari – e, mais recentemente, com o Flamengo, em 2014, comandado por José Neto e que tinha nomes como Marcelinho, Marquinhos, Olivinha, Laprovittola e o próprio Benite, agora o único brasileiro bicampeão.


“Feliz em fazer história. O jogador tem que aproveitar, porque não é sempre que isso acontece, e muito feliz de poder ter feito por dois lados diferentes: pelas Américas, com o Flamengo, e agora com um time europeu”, finaliza.


Vitor nasceu em uma terça-feira, 20 de fevereiro de 1990, na cidade de Jundiaí, interior de São Paulo, mas seu primeiro contato com os fundamentos do basquete foi no Rio de Janeiro, com “Boleta”, seu primeiro técnico, no Clube de Regatas Flamengo em parceria com o colégio em que estudava, o Veiga de Almeida. Mais tarde, já no interior de São Paulo, jogou as categorias infanto e infantil por outro Clube de Regatas, desta vez em Campinas.


Com informações da Agência FPB

Postar um comentário

0 Comentários