Mariana Godoy, ex-jogadora do Divino (sim!), é a nova apresentadora da Record - Esporte Jundiaí

Propagandas

Mariana Godoy, ex-jogadora do Divino (sim!), é a nova apresentadora da Record

Poucos sabem, mas Mariana Godoy viveu bastante tempo em Jundiaí e jogou basquete no Divino Salvador (nos tempos áureos inclusive). A hoje jornalista, que já trabalhou na editoria de esportes nas tvs Gazeta e Manchete nos anos 90, será a nova apresentadora da Record nas manhãs. Ela foi contratada nesta terça-feira para apresentar o Fala Brasil, ao lado de Sergio Aguiar.


Antes de escolher o jornalismo e a TV, ela que nasceu em Itanhaém e passou a infância em Amparo, se destacou no basquete. “Fui campeã estadual várias vezes pelo clube Divino, que era o colégio onde eu estudava, Divino de Jundiaí, onde jogou a Paula, a Branca… Na época que eu fui elas tinham acabado de sair do Divino para ir para o Unimep, de Piracicaba. Eu fiquei no banco várias vezes, em vários jogos (risos), com a Hortência em quadra e Branca e Paula também. Eu estava no banco, mas estava lá (risos). Eu sou um pouco mais nova que elas, peguei a geração da Cintia, da Janete… Com essas eu joguei mesmo", relembrou em entrevista que concedeu em 2018 no Uol.


Uma lesão no joelho, aos 17 anos, a tirou das quadras. “"Numa disputa de bola com a Janete eu tive uma lesão, uma lesão que veio sendo construída ao longo dos tempos. Com 17 anos eu arrebentei o meu joelho. Eu ia fazer fisioterapia no São Paulo… Sabe quem fazia fisioterapia ali? O Falcão, ele jogava no São Paulo, tinha um carro Escort Branco. Eu via o Escort do Falcão e falava: 'Olha, ele já está aí fazendo a fisioterapia'. E o ortopedista fez todos os exames e falou: 'Gazeta maravilhosa', e eu falei: 'olha que bom, uma coisa maravilhosa'. E ele: 'Não, a Gazeta é o nome da sua lesão, você não pode mais jogar basquete', e eu chorava. Eu não tenho joelho, na verdade, eu não tenho menisco, eu não tenho ligamento, eu tenho o joelho reconstruído”, contou Mariana Godoy ao Uol.


Começou na televisão em 1989, a convite de Roberto Avallone, no Mesa Redonda onde tendia telefone de torcedores que queriam falar sobre o time e também já fazia merchandising ao vivo.

Postar um comentário

0 Comentários