Thiago Batista: Começa neste sábado o campeonato de fórmula MAIS BURRA - Esporte Jundiaí

Propagandas

Thiago Batista: Começa neste sábado o campeonato de fórmula MAIS BURRA

Foto: Thiago Batista de Olim

Neste sábado começa o Campeonato Paulista da Série A1 de futebol masculino, o Paulistão, mas eu particularmente chamarei de Paulistinha, em ano de pandemia. E para piorar o campeonato continua com formato burro, onde o seu time vai depender do desempenho dos outros para se classificar. Você pode ser eliminado se somar os 36 pontos possíveis na primeira fase, mas avançar para as quartas de final se perder todos os 12 jogos.


Porque meu time vai depender do desempenho dos outros? Pois em nenhum momento os times do mesmo grupo se enfrentam. E a classificação para as quartas de final é dos melhores de cada chave. Se todos os quatro times da mesma chave tiveram 100% de aproveitamento, dois serão eliminados no saldo de gols. Ou seja, se seu time golear todos os jogos por 5 a 0, pode ficar; se dois rivais vencerem 11 de 12 partidas por 5 a 0 e uma rodada vencerem por 6 a 0. Isso é justo? ÓBVIO QUE NÃO.


Só que o lado pior. Os quatro times da mesma chave podem somar nenhum ponto. As duas equipes que tiveram o menos pior saldo de gols (ou melhor saldo de gols para escrever o português correto) se classificam. Agora o rebaixamento é na classificação geral. Mas para classificar não.


O ideal para o ‘Paulistinha’ seria adotar um modelo misto para as quartas de final, copiando a NFL – liga de futebol americano. Os campeões de cada grupo se classificam as quartas de final, mais os quatro melhores na classificação geral. Os confrontos seriam na classificação geral, sendo que os campeões de cada grupo, sempre ocupam as quatro melhores posições de forma obrigatória.


O mais ideal era o Campeonato Paulista da Série A1 ser mais curto. No máximo oito datas. E todos os times da elite do futebol paulista estarem jogando pelo menos na 5ª divisão brasileira. Quando isso vai acontecer? Quando os dirigentes acordaram que o desinteresse nos Estaduais já morreu e algum tempo.

Postar um comentário

0 Comentários