Clube da Série A3 contrata herói de vitória do Paulista sobre o Corinthians em 2007 - Esporte Jundiaí

Propagandas

Clube da Série A3 contrata herói de vitória do Paulista sobre o Corinthians em 2007

O atacante Gilsinho está de volta ao futebol paulista. Ele defenderá o São José na Série A3 do Paulistão deste ano. Ele defendeu o Paulista em 2007 e é um dos grandes heróis de um dos triunfos mais dramáticos na história do Tricolor, quando ajudou o time jundiaiense a vencer o Corinthians por 3 a 2, no Jayme Cintra, pelo Paulistão, em um sábado de Carnaval.


No jogo de 2007, Gilsinho ajudou a liderar um time que jogou mais de 90 minutos com 10 jogadores, já que Marcus Vinícius foi expulso antes dos 5 minutos de jogo. Gilsinho marcou dois gols na partida, um aos 10 minutos de partida e o gol da vitória aos 50 minutos do segundo tempo, em jogada de Leandrinho.


Com a camisa do Paulista, Gilsinho vestiu e marcou gols na temporada 2007. Foram oito gols no Paulistão e oito na Série B do Brasileirão.


Gilson do Amaral, o Gilsinho, está com 36 anos e vem do Vila Nova de Goiás. Em 2003, surgiu no futebol atuando pelo Marília e embalou a carreira. Depois de lançado no Marília como um atacante de habilidade e velocidade, Gilinho foi ganhando projeção ao defender o Ituano, o São Bento de Sorocaba e o Paulista de Jundiaí. Em 2008, acabou levado pelo Jubilo Iwata em sua primeira das três passagens pelo Japão.


Em 2012, voltou ao Brasil para uma temporada importante do Corinthians. Na Libertadores da América não teve oportunidades, competição que o clube venceu. Saindo do Corinthians, Gilsinho foi para o Sport Recife e depois voltou ao Japão, levado inicialmente pelo Ventforet Kofu e na temporada seguinte sendo contratado pelo Gifu. Voltou ao Brasil em 2016, atuando pelo Atlético Goianiense e no ano seguinte foi para um quarto time japonês, o Avispa Fukuoka.


No retorno definitivo ao futebol brasileiro, em 2018, Gilsinho esteve no Mirassol, no Botafogo de Ribeirão Preto e na Ferroviária de Araraquara. Em 2019 teve nova passagem pelo Atlético Goianiense e no ano passado, permanecendo em Goiânia, defendeu o Vila Nova.


“Desde o primeiro contato do Eduardo Ferreira (executivo de futebol do São José), fiquei interessado. Trata-se de um clube tradicional, com história que merece respeito, de camisa e de torcida. Pelo projeto de vencer, aceitei, tudo fluiu e deu certo. Nunca joguei no Martins Pereira e gostei do que vi. Esta torcida é motivo de comentários positivos devido a paixão pelo clube”, disse Gilsinho.


Na carreira, tem quatro títulos: Copa Libertadores (2012 – Corinthians), Campeonato Brasileiro série B (2016 – Atlético Goianiense), Campeonato Brasileiro Série C (2020 – Vila Nova-GO), Taça Suruga Bank (2011- Júbilo Iwata-Japão) e J. League Yamazaki Nabisco Cup (2010 – Júbilo Iwata-Japão). E três acessos: Brasileiro Série C (2003 – Ituano), Brasileiro Série B (2018 – Botafogo-SP) e Brasileiro Série B (2019 – Atlético Goianiense-GO).

Postar um comentário

0 Comentários