Série C copia Séries A e B e terá limite para troca de treinadores em 2021 - Esporte Jundiaí

Propagandas

Série C copia Séries A e B e terá limite para troca de treinadores em 2021

A exemplo das Séries A e B, a Série C do Brasileirão seguirá o limite de troca de treinadores entre as equipes. Proposta defendida pela CBF há três anos, a regra foi aprovada por maioria e valerá tanto para clubes que queiram demitir seus treinadores quanto para técnicos que peçam demissão de seus times.


O clube começará a competição com um técnico inscrito e, caso demita este treinador, poderá inscrever apenas mais um. Em caso de uma segunda demissão, o profissional substituto tem que estar trabalhando no clube há pelo menos seis meses. Caso o treinador peça demissão, o clube não sofrerá limitação para inscrever um novo. Já o técnico que pedir demissão só poderá ser inscrito por mais uma equipe na mesma competição.


A bola oficial da competição é uma das grandes novidades: será da marca Topper, modelo Samba Velocity PRO X. O material apresenta alta resistência, é revestido com poliuretano, traz seis gomos sem costura e é a mesma utilizada na Série B.


Três questões foram apresentadas por conta da pandemia da covid-19: os mandos de campos  serão remanejados caso o município ou estado de origem esteja impedido de receber os jogos, os estádios seguem sem a permissão de público nas arquibancadas e as equipes precisam ter um número mínimo de 13 atletas com exames negativos para irem a campo.


Os clubes terão o direito de inscrever até 40 jogadores na competição, com prazo até o dia 25 de agosto, podendo substituir no máximo até oito atletas. A data final de registro é 15 de setembro de 2021.

Postar um comentário

0 Comentários