Thiago Batista: Quais são os principais clássicos da Série A do futebol amador de Jundiaí? - Esporte Jundiaí

Propagandas

Thiago Batista: Quais são os principais clássicos da Série A do futebol amador de Jundiaí?

Um tema que certamente causa polêmica no futebol amador de Jundiaí é o seguinte: quais confrontos podemos chamar de clássicos? Vamos separar o tema apenas entre as equipes que estão entre a atual Série A do futebol da cidade se não a lista ficará muita extensa e mais fácil para todos entenderem. E podemos dizer que o futebol da cidade possui muitos clássicos, na minha opinião (eu, Thiago Batista de Olim). Muitos mesmo!


O que eu, Thiago Batista de Olim, entendo como clássico (e cada um tem seu conceito, seu critério): jogos entre times com grande tradição no futebol da cidade, com um título conquistado na competição e estando ativos por mais de uma década; e também jogos entre times do mesmo bairro/região, que em muitos locais do mundo são chamados de dérbis, mas no Brasil também são considerados clássicos, até pela rivalidade entre os times sempre com 'provocações' de quem é o melhor do bairro/região, o que fomenta o esporte.


Por bairro, estou incluindo até times irmãos, pois no meu conceito, confronto entre times do mesmo bairro são clássicos. É o meu conceito, meu critério. Portanto nesse sentido temos dez clássicos por bairro na atual 1ª divisão do futebol amador. São os seguintes jogos:

  • Medeiros - Palmeiras x Atlético Medeiros
  • Eloy Chaves - Grêmio Eloy Chaves x Eloyork
  • Tulipas - Unidos Tulipas x Sampodria
  • Cecap - Cruzeiro Morada x Jahmarley
  • Jardim Sorocabana - Bahia x Meias Aço
  • Jardim Tamoio - Jamaica x Lyon
  • Vila Ana - Império x Fut-Rap
  • Vila Ana - Império x Vila Ana
  • Vila Ana - Vila Ana x Fut-Rap
  • Agapeama - Ponte Preta x Vila Cristo


Muitos podem estranhar estarem colocados, como times do mesmo bairro Cruzeiro Morada e Jahmarley e Ponte Preta da Agapeama e Vila Cristo. Vamos a explicação: para a Prefeitura de Jundiaí não existe o bairro da Vila Cristo e nem mesmo o Morada das Vinhas. Para Prefeitura de Jundiaí, times que são do ‘Morada das Vinhas’ pertencem ao bairro Cecap, e times da Vila Cristo pertencem ao bairro da Agapeama. Isso porque usamos o mapa oficial para montar a arte acima, que tem dentro do site da mesma Prefeitura de Jundiaí. Deixar bem claro isso, antes que comecem com pedras (apesar que algumas ainda serão atiradas, mas paciência).


Separei ainda dois confrontos entre times da mesma região, que tem rivalidade ao longo da história. Temos um jogo que podemos chamar de clássico da região Sul, que é Vila Comercial e Vila Esperança e o clássico da região Noroeste que é Marlene contra o Jahmarley.


E no meu conceito temos clássicos de bastante rivalidade entre quatro times. Quando se enfrentam entre si, Palmeiras, Estrela da Ponte, Ponte Preta, Marlene e Jamaica fazem jogos que podemos sim chamar de clássicos. Portanto somente entre Palmeiras, Estrela da Ponte, Ponte Preta, Marlene e Jamaica temos 10 clássicos. E são times que atualmente tem pelo menos um título e fizeram muitas finais entre si. De 2002até 2019, estes clubes foram campeões, como também Shangai, Cruzeiro da Vila Maringá e União da Vila, que atualmente não fazem parte da elite do futebol jundiaiense.


Somando, o futebol amador de Jundiaí, na atual 1ª divisão tem 22 clássicos. Se fizer um todos x todos em um turno único, pode-se garantir que cada rodada pode colocar um clássico – apenas uma rodada não teria ‘derby’, um confronto clássico.


Ou seja, a história do futebol amador de Jundiaí, mesmo atualmente, com a atual composição de times, existe muitos jogos clássicos, muitos confrontos de rivalidade, muitos dérbis. Uma história rica, que não pode ser jogada fora. Mas precisa que o futebol amador da cidade se estruture. Estruturar o campeonato, a diretoria da entidade que organiza a competição, o estatuto da disputa do torneio, as regras do campeonato, e não o cimento de fachada de sede.

Postar um comentário

0 Comentários