Thiago Batista: Victor é um dos 10 melhores goleiros que eu vi. Mas não é top-3 do Paulista - Esporte Jundiaí

Propagandas

Thiago Batista: Victor é um dos 10 melhores goleiros que eu vi. Mas não é top-3 do Paulista

Pelo título já dá para perceber que vem polêmica a vista. Respondo: Sim. No último domingo, o goleiro Victor encerrou a sua carreira nos gramados, na vitória do Atlético Mineiro sobre a URT por 3 a 0, pelo Campeonato Mineiro. A partir de agora ele será gerente de futebol do clube. Victor para mim foi um dos dez melhores goleiros que eu vi jogar no futebol brasileiro. Mas não entra no top-3 do Paulista. E vou explicar.


Victor foi titular da meta do Paulista por dois anos: 2006 (a partir da metade do 1º turno da Série B) e todo o ano de 2007. Ele teve boas atuações no Tricolor de Jundiaí, mas nada no seu pico de carreira como foi no Grêmio e especialmente no Galo Mineiro.


No Paulista, Victor não tem atuações no nível de dois goleiros que atuaram pouco tempo antes que ele, mas foram espetaculares: Artur, que era chamado por Adilson Freddo de Rei Artur de Jayme Cintra – e com todos os méritos; e Rafael Bracalli – tem vários jogos de ótimas atuações de Bracalli, como por exemplo no Orlando Scarpelli, Beira Rio e São Januário na Copa do Brasil de 2005, além dos jogos contra Inter e Cruzeiro em Jundiaí, como também contra o El Nacional, no Equador, na Libertadores de 2006.


Depois da passagem de Victor em Jundiaí, na minha opinião tivemos dois goleiros que no Paulista foram melhores que ele: Felipe Alves; e depois tivemos Richard, vindo do São Paulo, sempre com boas atuações.


No Paulista, Victor não era pegador de pênaltis. Lembro que comentava com alguns amigos quando assistia jogos nas cadeiras cativas do Jayme Cintra, quando era pênalti contra o Tricolor que seria gol. E quase sempre isso acontecia. De verdade, não lembro de um pênalti pegado por Victor como goleiro do Paulista.

 

Victor se transformou nesse goleiro top de linha foi a partir da sua passagem no Grêmio, quando em todo jogo fazia grandes defesas. Suas boas atuações chamaram atenção do Atlético Mineiro onde ele explodiu de vez e virou esse ‘Santo’ como merece. Nem precisamos listar quais são os grandes jogos de Victor pelo Atlético Mineiro pois são inúmeros e não cabem numa folha de papel.


Pelo rendimento que teve no Atlético Mineiro merecia ter tido uma chance maior na seleção brasileira. Poderia ter sido titular na Copa de 2014, já que vinha de excelentes atuações em 2013.


Victor foi um grande goleiro. Sempre será lembrado no futebol brasileiro. Seguramente é um top-3 do Atlético Mineiro. Mas no Paulista não é top-3. Faz parte.


Para fechar, quero lembrar para mim da maior atuação de Victor como goleiro do Paulista. Acho que esse jogo todos irão concordar foi a maior atuação dele com a camisa do Galo: foi em 7 de abril de 2007, quando o Paulista perdeu do Juventus por apenas 2 a 1. Apenas mesmo 2 a 1, pois se não fosse Victor era para ter terminado 5 a 1 ou até mesmo 6 a 1. Nesse dia Victor pegou até pensamento. Um nível de atuação como teve com regularidade nos anos de 2013 e 2014 com a camisa do Atlético Mineiro.

Postar um comentário

0 Comentários