Confusão no fim de Flamengo x Palmeiras envolveu “vias de fato” segundo TV - Esporte Jundiaí Confusão no fim de Flamengo x Palmeiras envolveu “vias de fato” segundo TV

De acordo com relatos dos repórteres Edson Viana e Lívia Laranjeira do Grupo Globo, a confusão que marcou o final de jogo entre Flamengo e Palmeiras pela Supercopa em Brasília, começou logo após a segunda expulsão de um componente de comissão técnica do Palmeiras e terminou com vias de fato.

A confusão nos acréscimos do segundo tempo começou logo depois da expulsão do auxiliar-técnico do Palmeiras, João Martins. De acordo com relato do repórter Edson Viana, na Globo, João no túnel, irritado com a arbitragem, ele encontrou com dirigentes do Flamengo e disse a seguinte frase. “Aproveita e leva logo a taça”.

O comentário irritou a diretoria do Flamengo e deu início ao tumulto, com seguranças dos dois lados. Segundo Lívia Laranjeira, do Sportv, Marcos Braz e João Martins chegaram as vias de fato. Os jogadores que estavam no banco dos dois times logo foram para o túnel. Seguranças precisaram apartar a briga.

A transmissão, com imagens geradas pela CBF, não mostrou a confusão, o que causou críticas do narrador Galvão Bueno na Globo. Nas redes sociais, torcedores também reclamaram da geração da Confederação que não mostrou a confusão no túnel. A discussão terminou após intervenção de funcionários da CBF, de acordo com o repórter Guilherme Pereira, da Globo. Até a publicação desta reportagem, às 15h15, a súmula do jogo não estava disponível no site da CBF.

A partida ainda foi marcada por discussões. O técnico Abel Ferreira foi expulso por reclamações, assim como seu auxiliar. No lado do Flamengo, o técnico Rogério Ceni recebeu um cartão amarelo, assim como um dos fisioterapeutas.