Goiás entra com ação por danos morais contra ex-jogador do Paulista - Esporte Jundiaí Goiás entra com ação por danos morais contra ex-jogador do Paulista

O Goiás Esporte Clube entrou com uma ação na justiça por danos morais contra o meia Alan Mineiro e o Vila Nova Futebol Clube, por conta da cusparada do ex-jogsdor do Paulista na bandeira de escanteio do Esmeraldino, ocorrida no último clássico entre os rivais, no dia 7 de março, pela quarta rodada do Goianão 2021.

O clube pede uma indenização no valor de R$ 50 mil aos colorados. Ação foi movida no dia 31 de março e curiosamente só veio à tona no fim de semana de mais clássico entre as duas equipes. Ao jornal O Popular, o advogado do Goiás, Augusto Alves de Oliveira Valtuille afirmou que a ação foi um pedido do conselho e da direção executiva do Esmeraldino.

“Seguimos aquilo que nos foi determinado pela direção executiva e conselho. Estávamos esperando a conclusão da peça, a revisão não possui relação com o resultado (punição) que o jogador teve. A ação é uma forma de dar satisfação para o nosso torcedor”, disse ao jornal de Goiás.

Na ação, o Goiás alega que "o que se viu na partida em questão tem como consequência direta um retrocesso na busca pelo respeito e diminuição da violência entre torcedores".

O Vila Nova é citado no processo como responsável por Alan Mineiro, nos termos do artigo 932, inciso III do Código Civil. A ação foi protocolada na 23° Vara Cível e do Trabalho e segue em trâmite para ser julgada.