Mais de 1.000 vidas perdidas pela covid-19. Jundiaí chega a triste marca neste feriado - Esporte Jundiaí

Propagandas

Mais de 1.000 vidas perdidas pela covid-19. Jundiaí chega a triste marca neste feriado

Infelizmente o que ninguém gostaria de ver, escrever, informar ou enxergar ocorreu. Jundiaí chegou a triste marca de mais de 1.000 vidas perdidas pela covid-19 desde o inicio da pandemia, em março do ano passado. Três mortes foram confirmadas nas últimas 24 horas e assim a cidade chegou a 1.002 óbitos de gente que mora em Jundiaí por conta do novo coronavírus.

A escalada das mortes a cada dia se intensifica, conforme o gráfico abaixo:

  • 7/6/2020 – Chegou a 100 mortes
  • 2/7/2020 – Passou das 200 mortes
  • 27/7/2020 – Chegou a 300 mortes
  • 14/9/2020 – Passou das 400 mortes
  • 6/1/2021 – Passou das 500 mortes
  • 19/2/2021 – Chegou a 600 mortes
  • 19/3/2021 – Passou das 700 mortes
  • 30/3/2021 – Passou das 800 mortes
  • 8/4/2021 – Passou das 900 mortes
  • 21/4/2021 – Passou das 1000 mortes


Como se observa, Jundiaí registrou mais de 500 mortes pela covid-19 em apenas quatro meses do ano, mostrando que a pandemia está em seu pior momento na cidade, e mesmo que um dia tenha registrado na última terça-feira, nenhuma morte em 24 horas, ainda não é momento para refresco. E sim de atenção e de isolamento social.

Atualmente, Jundiaí tem 35.253 casos confirmados de covid-19. Além dos 1.002 casos fatais pelo coronavírus, 695 pessoas procuram neste momento se recuperar da doença. 33.556 se recuperaram. As taxas de ocupação das UTIs na cidade estão altas ainda: 87% dos leitos públicos de covid-19 e 76% de leitos em geral da rede privada.

Postar um comentário

0 Comentários