Palmeiras tem seu segundo vice em quatro dias! Verdão perde Recopa nos pênaltis - Esporte Jundiaí

Propagandas

Palmeiras tem seu segundo vice em quatro dias! Verdão perde Recopa nos pênaltis

O torcedor palmeirense em quatro dias viveu duas grandes frustrações e derrotas doídas nas penalidades em 2021. Pela segunda vez em quatro dias, o time perdeu um título de virada e de forma dramática. quarta-feira, em Brasília, uma derrota por 2 a 1 no jogo, com o Defensa Y Justicia fez a série empatar por 3 a 3. Nas penalidades, o time argentino levantou a melhor e ganhou por 4 a 3. A disputa da Recopa reúne os vencedores da última Copa Sul-Americana (Defensa) e Libertadores (Palmeiras).

E poderia o Verdão garantir o título se sua defesa tivesse aguentado. O Palmeiras abriu o placar aos 22 minutos do primeiro tempo, em cobrança de pênalti apenas confirmada pelo VAR. Veiga roubou a bola no campo de ataque e serve para Rony na entrada da área. O atacante armou o chute, mas foi travado por Meza. O árbitro apenas confirma pelo VAR. Raphael Veiga cobrou a penalidade firme e fez 1 a 0.

Mas a defesa do Palmeiras começou a entregar o título aos 30 da etapa inicial, o time argentino empatou numa bela jogada. Pizzini recebeu na área por trás de Gustavo Gómez e cruzou para trás. O atacante Braian Romero bateu de primeira, sem chances para Weverton.

O jogo ficou dramático a partir dos 22 minutos do segundo tempo, após expulsão do lateral Viña, do Palmeiras, e pelo VAR. O lateral sofreu falta, mas acertou um chute nas costas de Meza. E o Palmeiras sofreu o castigo nos acréscimos do segundo tempo, quando Benítez acerta um belo chute de fora da área, em que Weverton espalma para dentro: 2 a 1 para o Defensa, 3 a 3 na série e disputa do título segue para a prorrogação.

Na prorrogação, no primeiro tempo, o Palmeiras teve um pênalti confirmado pelo VAR. O goleiro Unsaian derrubou Rony na área, após lançamento de Felipe Melo. A arbitragem somente confirmou na arbitragem de vídeo. Gustavo Gomez cobrou mal a penalidade e o goleiro do time argentino pegou.

Entre a marcação do pênalti e a sua cobrança, o jogo parou por quatro minutos devido a uma grande confusão entre atletas e comissões técnicas de ambos os times, com quase cenas de brigas. Na confusão, quem estava no campo e foi expulso foi o atacante Braian Romero, do Defensa. Após a confusão, o jogo foi morno, e ambos os times preferiam levar a disputa nas penalidades. Nos pênaltis, o time argentino foi mais preciso, e acertou todas suas cobranças, enquanto o Palmeiras perdeu duas cobranças e o Defensa  levantou um título inédito.


PÊNALTIS – PALMEIRAS 3 x 4 DEFENSA Y JUSTICIA

Gabriel Menino (PAL): (1x0)

Frías (DEF): (1x1)

Luiz Adriano (PAL): (1x1)

Merentiel (DEF): (1x2)

Gustavo Goméz (PAL): (2x2)

Isnaldo (DEF): (2x3)

Rony (PAL): (3x3)

Fernandez (DEF): (3x4)

Weverton (PAL):  (3x4)


Fotos: Conmebol

Postar um comentário

0 Comentários