Sem trabalhar no jogo da eliminação, Renato Gaúcho é demitido do Grêmio - Esporte Jundiaí

Propagandas

Sem trabalhar no jogo da eliminação, Renato Gaúcho é demitido do Grêmio


Renato Gaúcho não é mais técnico do Grêmio. O treinador, que não trabalhou nos dois jogos do Tricolor Gaúcho, contra o Del Valle, por ter testado positivo para covid-19, foi “considerado culpado” e por isso perdeu o emprego, mesmo sem estar no banco de reservas nos dois jogos por motivos de saúde.

O lado mais absurdo, é que Renato, que testou positivo, teve um encontro presencial na Arena Grêmio, nesta quinta-feira, para uma reunião que iniciou na manhã desta quinta e acabou por volta das 13h, informou o Ge.globo.

Logo após a queda na terceira fase preliminar da Copa Libertadores, Renato foi alvo de cobranças e contestações internas e externas, mesmo que não tenha trabalhado nos dois jogos contra o Del Valle. OO auxiliar Alexandre Mendes comandou o time nas duas derrotas para os equatorianos.

A pressão sobre Renato já existia durante as conversas para a renovação, no início de março, com correntes internas do clube se posicionando contra a permanência. A turbulência iniciou na noite da última quarta-feira, na Arena, quando o Grêmio perdeu outra vez por 2 a 1 para o Independiente del Valle e deu adeus à Libertadores. O Tricolor agora disputará a Sul-Amiercana.

Contratado em setembro de 2016, Renato estava mais de quatro anos e meio no cargo. Ele era o técnico da elite do futebol brasileiro por mais tempo no comando de uma equipe.

Em sua terceira passagem, Renato se tornou o técnico com mais jogos na história do Grêmio e ganhou uma estátua na Arena. Além de conquistar os títulos da Copa do Brasil (2016), da Libertadores (2017), da Recopa Sul-Americana (2018), de três estaduais (2018, 2019 e 2020) e uma Recopa Gaúcha (2019).

 

Foto: Grêmio

Postar um comentário

0 Comentários