Thiago Batista: Se você apoiar a Superliga da Europa, nada de Real Madrid x Paulista... - Esporte Jundiaí

Propagandas

Thiago Batista: Se você apoiar a Superliga da Europa, nada de Real Madrid x Paulista...

Neste domingo implodiu os bastidores do futebol europeu, com a criação por parte de 12 clubes da Superliga Europeia, uma competição sem rebaixamento e com membros fixos, que chamarei de “clube da patotinha”. E se você apoiar perde a chance de algum dia temos Real Madrid versus Paulista. Ou de Barcelona versus Estrela da Ponte. Ou de Manchester United versus Arizona. Ou de Arsenal versus Ponte Preta, seja a de Campinas ou da Agapeama. Ou de Chelsea versus Metropolitano. Não teremos mais a chance de um pequeno enfrentar um grande. Grandes somente pegam grandes e pequenos só enfrentam pequenos.

Futebol não pode aplicar o modelo NBA, NFL, NHL ou MLS. O esporte americano tem o modelo de franquias, pois começou assim ainda no século 19 (na 2ª metade do século, portanto em 1876). Faz parte da cultura do esporte local, que podemos questionar – e tem vários pontos ruins, mas deu certo lá. E não são campeonatos que tem divisões, pois não tem 50, 100 clubes profissionais em cada campeonato. Máximo 32 caso da NFL. Se algum dia tiver 50 times, vocês acreditam que não será criada uma 2ª divisão. Aposto que sim!

Até em alguns momentos, em algumas modalidades dos EUA, que é no modelo de franquias o sistema de acesso e descenso até para aumentar a competividade dos campeonatos. E onde pode aparecer? Justamente no futebol, na MLS.

E o futebol europeu querendo criar o seu clube da “patotinha”. O charme de ter um Real Madrid x Manchester United a cada 4, 5, 10 anos, vai ser perdido, pois virá algo banal. O pior de tudo, um clube que deseja se tornar grande não poderá. Se essa ideia fosse implantada por exemplo em 1990, o que seriam PSG e Manchester City, para citar dois exemplos: eternos pequenos no futebol europeu.

E quando mérito esportivo é deixado de lado, uma competição não pode ser levada a sério... Se fosse uma Superliga Europeia, com 2, 3, 4, 5, 6, 7 ou até 8 divisões, com acesso e descenso, com chance de clubes saírem de seus campeonatos nacionais para disputar uma grande competição eu apoiaria. Mas o modelo proposto, com “clube da patotinha” sou totalmente contra. E torço de imediato pelo seu fracasso!

E viva ao futebol, que ricos e pobres podem se encontrar. E quem sabe um dia possa realmente ter Real Madrid versus Paulista, Barcelona versus Estrela da Ponte, Manchester United versus Arizona, Arsenal versus Ponte Preta de Campinas, Porto de Portugal versus Porto Morada das Vinhas, River Plate da Argentina versus Ponte da Agapeama, Flamengo do Rio versus Jamaica do Tamoio, América do México versus Chuta Coco e assim vai... Não podem proibir sonhos... Não podem... Que sonhos se tornem realidades!


Thiago Batista é jornalista e editor-responsável pelo Esporte Jundiaí. Trabalha desde 2006 na área, com passagens no Lance (Caderno do Interior – cobrindo o Paulista), Agência Bom Dia, Jornal da Cidade e Jornal de Jundiaí, Rádio Cidade Jundiaí, Rádio Difusora Jundiaí, TV Japi e TVE Jundiaí.

Postar um comentário

0 Comentários