Thiago Batista: Umberto Louzer trocou a Chape pelo Sport na hora certa! - Esporte Jundiaí

Propagandas

Thiago Batista: Umberto Louzer trocou a Chape pelo Sport na hora certa!

Se havia um momento para Umberto Louzer trocar de clube foi agora. A sua saída da Chapecoense iria ocorrer, apesar de dentro de campo o time estar mandando bem, mas internamente as coisas não estarem fáceis. E ele foi para um clube onde terá um tempo para trabalhar, que não fará muita pressão por grande resultado no Estadual e que no Brasileirão terá apenas uma missão: não ser rebaixado. E o estilo de Umberto tem tudo para dar certo em Recife. E ganha um novo mercado e se mostrar um bom trabalho irá subir na prateleira dos treinadores do futebol brasileiro.

Em fevereiro, sites de Chapecó e até nacionais, relataram discussões sobre o planejamento da Chapecoense para a temporada entre o treinador e a diretoria. Os reforços que chegaram nenhum era esperado por Umberto Louzer. A Chapecoense passa também por grave crise econômica – no título brasileiro, jogadores relataram que o clube devia meses de salários. E no Brasileiro, o Sport, apesar de ter também problemas financeiros, terá melhores condições de caixa que a Chape.

Após dois títulos no comando da Chape, Umberto não tinha quase mais nada a ganhar no clube. Somente Estadual. Copa do Brasil, o time não tem porte hoje de um Sport de 2008, Paulista de 2005 ou Santo André de 2004 que venceram o torneio ou do América Mineiro que foi semifinalista na temporada passada. Chapecoense, campeã brasileira da Série B está mais fraca agora. A liderança no Estadual não é parâmetro.

E também não é parâmetro a campanha ruim do Sport neste início da temporada 2021. A campanha ruim na Copa do Nordeste tem que ser colocada um bom asterisco. Começou com time reserva, equipe C a competição. Priorizou a Copa do Brasil, onde teve um erro claro de planejamento. Jogou o torneio com seu time estreando na temporada contra o Juazeirense. E custou caro: derrota e eliminação logo na primeira fase.

O Estadual, o torcedor do Sport, até gostaria do título, mas seu foco é realmente o Brasileiro, onde quer que seu time passe longe da zona de rebaixamento. Estar na zona da Sul-Americana estará de excelente tamanho. E com as peças que Umberto Louzer tem pode exercer seu estilo de jogo, que é um jogo de forte marcação e contra-ataque, com passes rápidos. E o Sport tem Thiago Neves, mesmo com 36 anos, que é mais técnico que qualquer jogador do elenco da Chapecoense. Portanto, Umberto fez uma escolha hoje certa. Se vai render resultados, só o tempo dirá. Mas não dá para se engenheiro de obra pronta. É deixar ele trabalhar no clube de Recife.

 

Thiago Batista é jornalista e editor-responsável pelo Esporte Jundiaí. Trabalha desde 2006 na área, com passagens no Lance (Caderno do Interior – cobrindo o Paulista), Agência Bom Dia, Jornal da Cidade e Jornal de Jundiaí, Rádio Cidade Jundiaí, Rádio Difusora Jundiaí, TV Japi e TVE Jundiaí.

Postar um comentário

0 Comentários