Acredite! Decisão do Campeonato Carioca PODE NÃO SER no Rio de Janeiro - Esporte Jundiaí

Propagandas

Acredite! Decisão do Campeonato Carioca PODE NÃO SER no Rio de Janeiro

Segundo o Jornal O Globo, o Ge.Globo e o jornalista Mauro Cezar Pereira, existe uma boa possibilidade da decisão do Campeonato Carioca, entre Flamengo e Fluminense não ser realizado na cidade do Rio de Janeiro. Sequer no estado fluminense. O segundo jogo da final, que define o campeão, pode ocorrer em Brasília. E o motivo é bastante claro: a insistência do Flamengo em querer a volta dos torcedores nos seus jogos para assistir.

A Ferj admitiu, em comunicado, que estuda a possibilidade de mudar o local do jogo do próximo sábado, marcado inicialmente para o Maracanã. Ideia inicial é ter público de até 20 mil pessoas. A informação de que a final do Carioca pode ser em Brasília.

A ideia é vista com bons olhos pelo Flamengo e pela própria Federação. O Fluminense entende que não há amparo legal para a mudança, segundo o regulamento da própria competição.

Procurados pelo Jornal O Globo e Ge.Globo, os clubes não se pronunciaram oficialmente. O Rubro-Negro, que já vinha apoiando a presença de público no primeiro jogo, no Rio de Janeiro, vê a ideia com bons olhos. No entanto, foi apurado que o Fluminense se baseia no artigo 19 do regulamento do Campeonato Carioca para manter a final no Maracanã. Nele, está escrito que "as partidas das finais do campeonato serão realizadas no estádio do Maracanã". A Ferj, no entanto, se baseia no parágrafo único do artigo 23 do regulamento onde diz que caberá ao departamento de competições da Ferj a definição dos locais da decisão.

Ainda não há uma reunião marcada para tratar do tema, mas a ideia é de que tudo se defina, no máximo, até terça-feira. Caberá ao Departamento de Competições da Ferj a decisão, de acordo com uma interpretação do regulamento do Carioca.

Na primeira partida, no último sábado, no Maracanã, 148 convidados acompanharam o empate em 1 a 1 entre as equipes. A Vigilância Sanitária multou a administração do estádio em R$ 14 mil por "infração sanitária gravíssima". Ainda no documento, a Secretaria afirma que a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), não fez "qualquer pedido para a liberação da presença de público no estádio".


Foto: Ferj

Postar um comentário

0 Comentários