Com Edina Alves, Libertadores terá primeiro quadro só com árbitras na história - Esporte Jundiaí

Propagandas

Com Edina Alves, Libertadores terá primeiro quadro só com árbitras na história

A Conmebol anunciou nesta sexta-feira (21) que, pela primeira vez na história, uma partida de Copa Libertadores masculina terá seu quadro de arbitragem inteiro composto por mulheres. Entre as profissionais, está Edina Alves Batista, vinculada à Federação Paulista de Futebol e à Federação Internacional de Futebol (Fifa). Edina Alves atualmente mora em Jundiaí.

A partida será no dia 27 de maio entre Defensa y Justicia e Independiente Del Valle, válida pela última rodada da fase de grupos, na Argentina. Também haverá outras brasileiras: Neuza Back, que também mora em Jundiaí, como primeira assistente, e Ana Paula Oliveira, também de SP, como assessora de vídeo.

Com mais este feito, Edina Alves e Neuza Back seguem quebrando barreiras para as mulheres na arbitragem. As duas estiveram no jogo entre CSA e Goiás, no Brasileirão de 2019, que marcou o primeiro jogo de uma mulher como árbitra na Série A do Campeonato Brasileiro em mais de 14 anos. Meses depois, as duas estiveram na Copa do Mundo de futebol feminino da França, na qual comandaram a semifinal entre Estados Unidos e Inglaterra. Em fevereiro de 2021, as duas fizeram parte do primeiro trio 100% feminino a apitar uma partida de futebol masculino profissional da FIFA, durante o Mundial de Clubes de 2020.


Foto: Fifa - Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários