“Sem invenções”, Chelsea derrota Manchester City e leva a Liga dos Campeões - Esporte Jundiaí

Propagandas

“Sem invenções”, Chelsea derrota Manchester City e leva a Liga dos Campeões

O Chelsea pela segunda vez na história conquista o título da Liga dos Campeões da Europa. Na segunda final inglesa do torneio, em três temporadas, prevaleceu a “não invencione” de Thomas Tuchel, que não promoveu mudanças táticas no seu time, diferente de Guardiola, que “inventou” um time sem marcador no meio de campo. Resultado: vitória dos londrinos sobre o Manchester City por 1 a 0, em final que ocorreu na cidade do Porto (Portugal).

Com o título, o Chelsea agora enfim poderá conquistar o mundo, já que o time de Londres foi o último campeão europeu de clubes a falhar e não ser campeão mundial – perdeu em 2012 a decisão para o Corinthians.

O título da Liga dos Campeões é uma volta por cima de dois personagens que no ano passado foram vice-campeões do PSG, e que sofreram críticas em suas carreiras: Thiago Silva, zagueiro, que enfim ganha a sua primeira ‘Champions’, e o técnico Thomas Tuchel, que não chegou a completar seis meses no Chelsea e conquista o seu primeiro troféu.

O primeiro tempo foi dos londrinos, que conseguiu neutralizar boa parte das jogadas do City (exceto o chute de Phil Foden, que Rudiger travou). E criou as melhores chances, que foram duas, desperdiçadas pelo alemão Timo Werner. Só que foi nos pés de outro alemão, Kai Havertz, aos 43 minutos, em jogada de contra-ataque, recebeu entre os dois zagueiros de Manchester, para passar por Ederson, e com gol vazio anotar 1 a 0 para os londrinos.

O jogo perdeu duas das suas estrelas por conta de lesões: Thiago Silva deixou o Chelsea após sentir uma lesão na região da virilha, enquanto De Bruyne saiu pelo Manchester City por conta de um choque que teve com um atleta rival, onde saiu na região da “olheira” bastante inchada.

O segundo tempo, o Chelsea teve a bola dos 2 a 0 aos 27 minutos, com Pulisic, que encobriu Ederson, mas a bola foi a esquerda do gol.

Nos minutos finais, o City foi para uma pressão final, mas não criou nenhuma grande oportunidade. No apito final, novamente os torcedores do Chelsea puderam vibrar com seu time ser o melhor da Europa entre os clubes!

MANCHESTER CITY 0 x 1 CHELSEA

31 - Ederson

2 - Walker

3 - Rúben Dias

5 - Stones

11 - Zinchenko

8 - Gündoğan

17 - De Bruyne <

> 9 - Gabriel Jesus

20 - Bernardo Silva <

> 25 - Fernandinho

47 - Foden

26 - Mahrez

7 - Sterling <

> 9 - Aguero

Técnico: Pep Guardiola

 

16 - Mendy

28 - Azpilicueta

6 - Thiago Silva <

> 4 - Christensen

2 - Rudiger

24 - James

7 - Kanté

5 - Jorginho

29 – Havertz

19 - Mount <

> 17 - Kovacic

21 - Chiwell

11 - Werner <

> 10 - Pulisic

Técnico: Thomas Tuchel

 

Havertz, aos 43min do 1ºT (0x1)

 

Árbitro: Mateu Lahoz (ESP)

Jogo disputado no estádio do Dragão, no Porto (POR)


Fotos: Uefa

Postar um comentário

0 Comentários