Brasil jamais perdeu uma edição da Copa América quando foi a sede única do torneio - Esporte Jundiaí

Propagandas

Brasil jamais perdeu uma edição da Copa América quando foi a sede única do torneio

O Brasil todas as vezes que foi a única sede da Copa América de futebol masculino sempre saiu com o título. Para manter os 100% de aproveitamento como mandante na história do torneio, a seleção brasileira terá que conquistar o título da edição de 2021 – que originalmente seria na Argentina e Colômbia e agora será apenas no “país canarinho”.

Por cinco vezes o Brasil sediou uma edição da Copa América (antigamente chamado de Campeonato Sul-Americano de seleções), em todas a seleção saiu comemorando o título na disputa final, que curiosamente nas cinco vezes ocorreu no Rio de Janeiro.

O primeiro título da história do futebol de seleções do Brasil ocorreu em 1919, quando sediou o evento, vencendo o Uruguai na final por 1 a 0, nas Laranjeiras, no Rio de Janeiro. O gol do título somente saiu na 2ª prorrogação, marcando por Friedenreich, aos 5 minutos da segunda prorrogação (125 minutos de jogo). Na época não havia disputa de pênaltis – apenas futebol em um campo retangular, nada sendo definido em chute de 11 ou metros de distância.

Em 1922, novamente a Copa América ocorreu no Brasil e na decisão o Brasil fez 3 a 0 no Paraguai, ficando com o título da competição que ocorreu novamente nas Laranjeiras, no Rio de Janeiro.

A terceira vez que o Brasil sediou o evento foi em 1949, com jogos no Rio de Janeiro, São Paulo, Santos e Belo Horizonte. Na decisão, novamente brasileiros e paraguaios se encontraram com vitória do Brasil por 7 a 0 – com três gols de Ademir, em jogo que ocorreu em São Januário.

A quarta vez que o Brasil sediou a Copa América foi em 1989. Com partidas em Goiânia, Salvador, Recife e Rio de Janeiro, a disputa do título no quadrangular final ficou para o confronto Brasil e Uruguai. No Maracanã, em 16 de junho de 1989, exatamente 49 anos depois do ‘Maracanazzo’, com gol de Romário, aos 4 minutos do segundo tempo, determinou 1 a 0 no jogo para o Brasil e o quarto título da Copa América para o Brasil na quarta vez que sediou o evento.

A última vez que o país foi sede da Copa América foi em 2019 – com jogos em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador, a decisão no Maracanã foi entre Brasil e Peru. A equipe de Tite jogou bem e venceu por 3 a 1, com gols brasileiros de Everton, Gabriel Jesus e Richarlison e ficou com a taça.


Copa América sem sede

Entre 1975 e 1983, em três edições a Copa América não tiveram uma sede fixa. Os 10 países filiados a Conmebol receberam jogos da competição. As seleções se enfrentavam jogando uma partida na sua casa e outra na casa do adversário. Nestas três vezes, o Brasil chegou a semifinal duas vezes e uma foi finalista, mas não foi campeão.

Em 1975 foi eliminado pelo Peru, com direito a derrota em Belo Horizonte, na semifinal, por 3 a 1. Quatro anos depois, o Brasil caiu para o Paraguai, também na semifinal, após perder fora de casa por 2 a 1 e empatar no Rio de Janeiro por 2 a 2. Em 1983, a seleção brasileira foi finalista, e enfrentou o Uruguai. Após perder por 2 a 0 em Montevidéu, o Brasil empatou na Fonte Nova por 1 a 1 e ficou com o vice-campeonato.


Feminino tem 100%

O Brasil na história sediou duas vezes a Copa América de futebol feminino. Se no masculino agora terá sediado as duas últimas edições quando a bola rolar a partir de domingo, no feminino a situação é inversa – o país sediou as duas primeiras edições e saiu comemorando o título.

Em 1991, a competição foi no sistema de pontos corridos, em Maringá, sem disputa de uma final, e o Brasil venceu os dois jogos que disputou na competição – contra Chile e Venezuela, e assim se sagrou vencedor.

Em 1995, na segunda edição, em Uberlândia, cinco seleções participaram – também estiveram Argentina, Chile, Equador e Bolívia, mas desta vez com uma final, na qual o Brasil ganhou da Argentina por 2 a 0.

Postar um comentário

0 Comentários