Gabriel Menino nega que estava em balada e afirma que estava PRÓXIMO a Jundiaí - Esporte Jundiaí

Propagandas

Gabriel Menino nega que estava em balada e afirma que estava PRÓXIMO a Jundiaí

O polivalente Gabriel Menino usou a sua assessoria de imprensa para negar que estava junto com Patrick de Paula em uma balada clandestina, conforme afirmaram os principais líderes de uma torcida organizada do clube na madrugada de domingo para segunda. Menino afirmou que estava em Itatiba (cidade próxima a Jundiaí) com seus familiares. O jogador é natural de Morungaba, cidade que faz divisa com Itatiba.

"Diferentemente do que está sendo divulgado, o atleta Gabriel Menino, do Palmeiras, não descumpriu nenhuma determinação do clube no último domingo. Após a vitória diante do América-MG, o atleta se dirigiu imediatamente para Itatiba, no interior de São Paulo com a família, onde permaneceu até esta segunda-feira de manhã, quando retornou para treino do Palmeiras, marcado para as 10h. Gabriel tem seguido todos os protocolos do clube por conta da pandemia da covid”.

Outros dois jogadores que foram citados que estavam na balada junto com Patrick de Paula foram Breno Lopes e Rony, que também negaram estarem lá. Os dois, como Gabriel Menino, foram acusados por Paulo Serdan, presidente de honra da Mancha Alviverde, de estarem em uma festa clandestina ao lado de Patrick de Paula. O registro em vídeo divulgado pelo próprio Serdan mostra apenas Patrick sendo reconhecido e escoltado por seguranças no local.

Breno Lopes disse que não estava na festa e que jamais desrespeitaria as normas impostas pela agremiação. “Acordei com algumas notícias dando conta que eu estaria participando de uma festa clandestina durante a última noite. Isso não é verdade! Gostaria de esclarecer que jamais desrespeitaria as normas impostas pelo clube. Tenho responsabilidade sobre a minha profissão e sobre o exemplo que somos para milhares de pessoas, principalmente num momento delicado como esse que estamos vivendo”, escreveu nas redes sociais.

Rony alegou estar na igreja com a família e ter respeito pela torcida palmeirense, pela sua família e pelo seu trabalho. O jogador reforçou o fato de ser um exemplo para outras pessoas e, com isso, tem seus deveres e direitos. O atacante não foi relacionado para a partida contra o América-MG, disputada na manhã de domingo, por conta de um desgaste físico. “Estão viralizando que eu estava em uma festa, enquanto, na verdade, estava na igreja com a minha família. Tenho o maior respeito por cada torcedor do Palmeiras e pelo clube, porém, acima de tudo, tenho respeito pela minha profissão e minha família. Tenham cuidado com essas informações, apurem e divulguem a verdade sempre, pois somos seres humanos. Temos deveres, direitos, mas temos dignidade e pessoas que nos amam e nos têm como exemplo”, afirmou também nas redes sociais.


Patrick de Paula

O Palmeiras vai multar Patrick de Paula em 40% do salário por ter sido flagrado por torcedores em uma festa clandestina na madrugada desta segunda-feira, no Tatuapé, na zona leste de São Paulo. O jogador também está afastado dos treinamentos. Medida igual já tinha sido tomada na semana passada com Lucas Lima, pelo mesmo motivo.


Foto: Divulgação

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Patrick da Guia... que final de carreira melancólico.... vai acabar no São José, Santo André ou equivalente....
    Muita máscara pra pouco jogo

    ResponderExcluir
  2. Patrick da Guia... que final de carreira melancólico.... vai acabar no São José, Santo André ou equivalente....
    Muita máscara pra pouco jogo

    ResponderExcluir

Apenas usuários cadastrados no Google, com nome de identificação clara terão comentários permitidos. Reservamos o direito de não publicar o comentário, caso ele seja ofensivo ou desrespeitoso.
COMENTÁRIOS SEM IDENTIFICAÇÃO OU APARECENDO EM FORMATO ANÔNIMO NÃO SERÃO ACEITOS!