Aos 101 anos, morre Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians (3x campeão brasileiro) - Esporte Jundiaí

Propagandas

Aos 101 anos, morre Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians (3x campeão brasileiro)

Faleceu no fim da noite desta terça-feira Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians. Ele tinha 101 anos. A causa da morte não foi informada pelo Hospital Santa Catarina, em São Paulo, onde acabou falecendo.  Ele estava internado no local desde 13 de junho

Dualib presidiu o Corinthians por 14 anos, entre 1993 e 2007. Ele renunciou ao cargo durante um processo de impeachment no Conselho Deliberativo do clube e teve seu nome excluído do quadro de sócios no ano seguinte à renúncia, após ser investigado e denunciado pelo Ministério Público Federal. Ele pediu a sua renúncia devido a denúncias sobre o Grupo MSI.

No clube, ele foi campeão brasileiro por três vezes. Foi o presidente com mais taças da história do Corinthians. Foram 12 conquistas importantes no período: além dos três brasileiros, em 1998, 1999 e 2002, foram ainda cinco Campeonatos Paulistas (1995, 1997, 1999, 2001 e 2003), duas Copas do Brasil (1995 e 2002), uma Liga Rio-São Paulo (2002), um Mundial de Clubes (2000), uma Copa Bandeirantes (1994 – torneio oficial organizado pela Federação Paulista que lhe valeu vaga na Copa do Brasil de 2005) e um Troféu Ramon de Carranza (1996).

Quando renunciou ao cargo de presidente em setembro de 2007, o Corinthians estava em vias de ser rebaixado a Série B do Brasileirão, o que se confirmou em dezembro, sendo o pior momento da história do clube no futebol.

Só que após a sua saída do Corinthians, em 2013, Dualib foi condenado em segunda instância pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, por desvio de R$ 1,4 milhão dos cofres do Corinthians. Recorreu em liberdade até a extinção da pena por prescrição, no Superior Tribunal de Justiça, em 2018.


Foto: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários