EUA pela 1ª vez após 12 edições termina o 1º dia dos Jogos Olímpicos sem medalha - Esporte Jundiaí EUA pela 1ª vez após 12 edições termina o 1º dia dos Jogos Olímpicos sem medalha

Os Estados Unidos passaram em branco no primeiro dia dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o que não ocorria a 12 edições olímpicas de verão. Pela primeira vez em 49 anos, os norte-americanos ficaram sem conquistar uma medalha no primeiro dia, feito que não acontecia desde a Olimpíada de Munique, na Alemanha, em 1972.

Os norte-americanos tiveram cinco oportunidades de conquistar pelo menos uma medalha. Mary Tucker, favorita na categoria rifle de ar de 10 metros do tiro esportivo, ficou apenas em sexto lugar. A halterofilista Jourdan Delacruz também decepcionou e não conseguiu entrar na disputa por medalha. O ciclista Brandon McNulty teve um bom início na prova de ciclismo de estrada, mas não conseguiu manter o ritmo até o fim e terminou em sexto lugar. Na esgrima, os norte-americanos não conseguiram avançar na categoria de sabre individual. Já no tiro com arco, Mackenzie Brown e o número 1 do mundo Brady Ellison foram eliminados no primeiro duelo de equipes mistas.

A seca, no entanto, deve chegar ao fim no segundo dia de competições. Os norte-americanos estão nas finais das provas de 400m medley masculino, 400m livre masculino, 400m medley feminino, 4x100m livre feminino da natação.


Brasileiros

O tenista João Menezes perdeu para o croata Marin Cilic (36º do ranking) na estreia do torneio de simples de tênis na Olimpíada. Na madrugada deste sábado (24), no estádio de tênis de Ariake, o campeão dos Jogos Pan-Americanos de Lima foi superado por 2 sets a 1 (6/7, 7/5 e 7/6) em 3h23min de jogo.

Também na disputa de simples, Thiago Monteiro, melhor tenista no ranking da ATP (95º), foi superado pelo alemão Jan-Lennard Struff (48º) por 2 a 0, parciais de 6/3 e 6/4, em 1h16 de jogo. O alemão pega na próxima fase o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo.

Nas duplas masculinas, Marcelo Melo e Marcelo Demoliner acabaram caindo para a dupla líder do ranking mundial formada pelos croatas Nikola Mektić e Mate Pavić por 2 sets a 0 (7/6 (8-6) e 6/4), em 1h37min, também na madrugada deste neste sábado (24). O mineiro Marcelo Melo ainda participará do torneio das duplas mistas ao lado da paulista Luisa Stefani. As disputas começam no meio da próxima semana.

A seleção brasileira de ginástica artística confirmou quatro vagas nas finais masculinas da Olimpíada de Tóquio, no Centro de Ginástica de Ariake. Na madrugada deste sábado (24), Arthur Zanetti fechou a classificatória das argolas na quinta posição. Caio Souza avançou a duas decisões, no salto e no individual geral, e Diogo Soares também vai brigar por medalha do individual geral. Na disputa por equipes, o Brasil ficou na nona posição, e perdeu a chance de ir às finais por apenas 0,229 pontos. A última classificada foi a seleção da Ucrânia.

O cavaleiro João Victor Marcari Oliva, montando Escorial Horsecampline, alcançou na madrugada deste sábado (24), no horário de Brasília, a melhor nota do país no hipismo adestramento na história das Olimpíadas. O filho da multicampeã do basquete, Hortência, obteve a nota média geral de 70,419%. Essa é a segunda participação do atleta em Olimpíadas. No Rio de Janeiro, em 2016, ele ficou com 68,071%. Cinco dos sete juízes avaliaram o conjunto com notas acima de 70%. Um deles deu a nota 68,370% e a outra avaliou o desempenho em 68,261%.