Ex-defensor do Paulista se diz que foi traído e humilhado no Santos - Esporte Jundiaí

Propagandas

Ex-defensor do Paulista se diz que foi traído e humilhado no Santos

Afastado do elenco e treinando em separado, o zagueiro Cléber Reis, revelado em 2008 no futebol profissional pelo Paulista, não faz parte dos planos do técnico Fernando Diniz. O jogador se diz traído pelo Santos, que busca uma rescisão amigável, muito longe de acontecer. Ele não atua pelo clube alvinegro desde 2017.

“Me sinto sabotado, humilhado. Os caras são covardes comigo. Não estão sendo verdadeiros, honestos. Me frustra. Meu filho me pergunta “pai, você não vai jogar mais não?” e eu respondo que vou. Isso é algo que me deixa muito mal, quando meu filho pergunta. Eu não ligo quando gente de fora pergunta. Mas dentro de casa, meu filho… que sempre me viu jogando, não me envolvendo em nenhum problema. Fui esfaqueado pelas costas, né? Sigo sendo. Mas eu sou temente a Deus, sou focado naquilo que eu quero. Vou sair dessa. Logo logo estou jogando de novo. Quando menos esperarem vão ver a reviravolta”, disse Cleber Reis, ao Uol Esporte.

O presidente Andres Rueda rebateu as recentes declarações do zagueiro. O comandante santista negou que o jogador esteja "encostado" e reafirmou que cumpre as obrigações financeiras com o jogador durante todo o tempo. “O Cleber não está encostado, ele é um ativo do Santos. Foi contratado lá atrás, tem contrato em vigor, tem direitos e obrigações, o Santos tem que pagar seus salários. Mas dentro do futebol existem as preferências do treinador e dentro do que o clube oferece, ele prefere trabalhar com outros jogadores. Nesses anos os treinadores não queriam contar com o jogador dentro do quadro de jogos, mas ele continua treinando, o clube continua pagando”, disse.

Cleber Reis tem contrato com o Santos até 2022 e chegou a receber contatos de Goiás e Vasco da Gama, mas o Peixe optou por não liberar o atleta. A liberação seria a saída mais fácil, mas ambos os lados fazem jogo duro. Enquanto isso, resta ao defensor treinar de forma separada.

Postar um comentário

0 Comentários