Justiça nega CBF ter que usar a camisa 24 de forma obrigatória na final - Esporte Jundiaí

Propagandas

Justiça nega CBF ter que usar a camisa 24 de forma obrigatória na final

A juíza Marisa Simões Mattos Passos, da 1ª Vara Cível do Rio do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), negou nesta sexta-feira o pedido liminar do Grupo Arco Íris de Cidadania LGBT, que queria obrigar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a usar a camisa de número 24 no Douglas Luiz, atualmente 25, na final da Copa América entre Brasil e Argentina, marcada para este sábado, no Maracanã. A decisão cabe recurso.

A magistrada no despacho afirmou que o caso necessita de dilação probatória – como a CBF já se manifestara espontaneamente nos autos, determinou que Douglas Luiz fosse intimado. Por outro lado, deixou claro pode obrigar a CBF em outra competição, no futuro, a usar o número 24 em algum jogador. “Ainda que se considere o final da competição denominada Copa América, este não é o primeiro e nem será o último evento desportivo em que a seleção brasileira de futebol participa, podendo o pleito ser deferido em momento futuro”, escreveu Marisa Simões.

Postar um comentário

0 Comentários