Em 25 anos é a 1ª vez que o vôlei de praia brasileiro está fora do pódio olímpico - Esporte Jundiaí Em 25 anos é a 1ª vez que o vôlei de praia brasileiro está fora do pódio olímpico

Alison, atual campeão olímpico, e Álvaro Filho foram eliminados nesta terça-feira (3) do torneio do vôlei de praia nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Com a derrota, o vôlei de praia do Brasil fica fora do pódio pela primeira vez em 25 anos da modalidade presente no programa olímpico.

Alison e Álvaro perderam para Martin Plavins e Edgar Tocs, da Letônia, por 2 a 0, parciais de 21/16 e 21/19 nas quartas de final. Nas oitavas de final, Bruno Schmidt e Evandro foram eliminados também para Plavins e Tocs. No feminino, Agatha e Barbará caíram ainda nas oitavas de final enquanto Ana Patrícia e Rebecca foram eliminadas nas quartas de final.

O Brasil masculino somente havia ficado fora do pódio em 1996, em Atlanta, justamente na 1ª edição do vôlei de praia no programa olímpico. As brasileiras no vôlei de praia feminino somente não foram ao pódio na edição de 2008, em Pequim. O pior é que jamais o Brasil tinha conquistado menos de duas medalhas em uma edição olímpica do vôlei de praia.

 

Vôlei de praia do Brasil na história olímpica

  • 1996 - Ouro e Prata no feminino (sem pódio no masculino - melhor foi 9º)
  • 2000 - Prata e bronze no feminino / Prata no masculino
  • 2004 - Prata no feminino / Ouro no masculino
  • 2008 - Prata e Bronze no masculino (sem pódio no feminino - melhor foi 4º)
  • 2012 - Prata no masculino / Bronze no feminino
  • 2016 - Ouro no masculino / Prata no feminino
  • 2020 – Sem pódio no masculino e no feminino (melhor resultados em ambos os naipes é o 5º lugar)