Futebol: Em estreia, Wagner Lopes destaca reação do Vitória - Esporte Jundiaí Futebol: Em estreia, Wagner Lopes destaca reação do Vitória

  • Wagner Lopes no esporte regional de Jundiaí: Trabalhou no Paulista onde foi treinador campeão da Copa Paulista de 2011 e auxiliar-técnico do time campeão da Copa do Brasil de 2005

Wagner Lopes fez no domingo sua primeira partida no comando do Vitória. O Leão empatou em 1 a 1 com o CRB, no Barradão, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Mas ele não deixou o gramado decepcionado, pois ressaltou o poder de reação do time.

O Vitória não começou bem o jogo, sofreu um gol ainda na primeira etapa, mas conseguiu evoluir no segundo tempo e empatar a partida. Para o treinador, a postura foi satisfatória. “Quando aumentamos o ritmo de jogo conseguimos envolver o adversário. Uma outra situação, na bola parada, podemos atacar melhor a bola. Me deixa muito satisfeito. A entrega, determinação, vontade de vencer. Ainda não está sendo suficiente, a gente pode mostrar mais isso. A gente tem um grupo que está focado para tirar o clube dessa situação. E caprichar mais nas finalizações. A bola tem que entrar. A bola entrando, muda o ambiente, a confiança. A gente vai trabalhar muito para que isso aconteça”, comentou o profissional.

O treinador também avaliou quais foram os erros do seu time contra os alagoanos. “Acho que esperamos tomar o gol para começar a jogar. Uma das coisas mais básicas do futebol é vencer o duelo individual. Quando perde o um para um, fica com sérios problemas. Em muitos momentos do primeiro tempo perdemos as divididas, os duelos. Jajá passou do jeito que quis para cruzar a bola. Consertamos isso, voltamos mais organizados, adiantamos a marcação. A estratégia nos primeiros 15 minutos era marcar o tiro de meta, mas evitar o bloco médio porque eles têm um contra-ataque rápido”, disse.

“Fomos aos poucos subindo a linha. Acho que fizemos uma grande partida no segundo tempo, conseguimos envolver o adversário, criamos oportunidades. Uma pena. Acho que no último terço a gente pode caprichar um pouco mais, melhor a finalização, os cruzamentos, atacar melhor a bola. Hoje conseguimos finalizar mais. Se for ver os números do jogo, finalizamos muito mais, porém acertar o gol mesmo ficou três a três. Eles chutaram muito menos e acertaram três bolas. A reação foi boa. Nosso time, apesar de jovem, conseguiu reagir, conseguiu empatar o jogo. Jogo difícil, complicado”, concluiu.

Na luta contra o rebaixamento, o Vitória volta a ter um compromisso no meio da semana. O Leão vai a Goiás para enfrentar o Vila Nova, na quarta-feira, pela 19ª rodada, a última do primeiro turno da Série B. O jogo será às 19h (de Brasília).