Olimpíadas: Brasil sofre três eliminações em disputas coletivas na madrugada - Esporte Jundiaí Olimpíadas: Brasil sofre três eliminações em disputas coletivas na madrugada

O Brasil sofreu nesta madrugada de segunda-feira (pelo horário de Brasília – começo da tarde em Tóquio) três eliminações em disputas coletivas, em três modalidades diferentes nos Jogos Olímpicos. Sequer foram as semifinais uma das duplas do vôlei de praia masculino, a seleção de handebol feminino e a equipe de tênis de mesa.

A dupla brasileira do vôlei de praia masculino Evandro e Bruno Schmidt caiu ainda nas oitavas de final desta edição olímpica. Eles foram superados por Edgars Tocs e Martins Plavins, da Letônia, por 2 sets a 0, com parciais de 21/19 e 21/18.

A eliminação pode custar o fim da dupla, já que Evandro, 26 dias antes dos Jogos Olímpicos foi flagrado em uma balada clandestina – por conta da covid-19. O companheiro de Evandro, Bruno Schmidt, contraiu o coronavírus em fevereiro e chegou a ficar internado na UTI por complicações da doença.

A seleção feminina de handebol do Brasil foi eliminada dos Jogos Olímpicos de Tóquio ainda na primeira fase. O Brasil precisava de apenas um empate para se classificar, mas perdeu para a França por 29 a 22 e não conseguiu ficar entre os quatro primeiros colocados do grupo B.

A seleção terminou a Olimpíada com uma vitória, um empate e três derrotas. Essa será a pior colocação do Brasil desde os Jogos de Pequim-2008, pois em Londres-2012 e no Rio-2016, as brasileiras do handebol acabaram caindo apenas nas quartas de final (em 2008 terminaram em 9º).

Na competição por equipes do tênis de mesa, a última para os homens nestes Jogos Olímpicos, o Brasil enfrentou a Coreia do Sul nas quartas de final e perdeu por 3 a 0 – série melhor de cinco confrontos e disse adeus ao torneio. No primeiro jogo, no confronto de duplas, Gustavo Tsuboi e Vitor Ishiy perderam para Sangsu Lee e Youngsik Jeoung por 3 sets a 0. No segundo jogo da disputa, Hugo Calderano perdeu para Woojin Jang também por 3 sets a 0. No terceiro confronto, Gustavo Tsuboi foi superado por Youngsik Jeoung por 3 sets a 2, e assim o Brasil disse adeus a disputa.