Paulista terá no domingo um técnico na beira do campo nascido em Jundiai - Esporte Jundiaí Paulista terá no domingo um técnico na beira do campo nascido em Jundiai

O Paulista entra em campo neste domingo, às 10 horas, contra o Barcelona, em São Paulo, pela 3ª rodada da 4ª divisão do Campeonato Paulista, a popular ‘Bezinha’, também conhecida como Série B1. E para a súmula do jogo, quem estará dirigindo o time jundiaiense oficialmente é Fausto Dias, um ex-jogador de futebol profissional e que nasceu em Jundiaí.

Auxiliar-técnico, Fausto Dias comandará o Tricolor por questões burocráticas de documentação, já que Baiano, o novo comandante do Galo, precisa ter contratado registrado na Federação Paulista e CBF para ser regularizado e inscrito. Por isso na beira do campo, na área técnica quem vai poder falar com jogadores e fazer “pressão na arbitragem” é Fausto.

Fausto Dias é Anderson Dias Martins, de 39 anos, é jundiaiense de nascença. Sim tem Jundiaí no sangue e coração. Ex-atleta profissional - meia-atacante com boa habilidosos e velocidade. Passou por alguns clubes no Brasil, Guatemala e Estados Unidos, e teve passagem, inclusive, pela base do Galo.

Ele se profissionalizou na Série A3 do Campeonato Paulista, jogando pelo Flamengo de Guarulhos (adversário da estreia do Paulista neste ano, e empate por 1 a 1, em casa), e também atuou pelo Guarulhos-GRU, Ginásio Pinhalense (atualmente licenciado), XV de Jaú e Bonsucesso, do Rio de Janeiro.

Na Guatemala jogou em times da 1ª e 2ª divisões, e nos Estados Unidos jogou profissionalmente na 1ª e 3ª ligas. Nos Estados Unidos ganhou pelo menos cinco títulos de expressão em categorias de base, sendo um deles o Dallas Cup Sub-19. “Esse foi o mais marcante”, disse Fausto.

Foi nos Estados Unidos que ele deu início à preparação para ser treinador, diplomando seu currículo com a licença C da Concacaf (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe), cursos de base do Barcelona, se tornando licenciado diretor técnico pela Liga Americana de Futebol, e por último a licença B da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Quando retornou ao Brasil, nos últimos dois anos dirigiu a equipe sub-17 do Ska Brasil, clube de Santana de Parnaíba, clube pertencente ao penta campeão mundial Edmilson (ex-São Paulo), onde alcançou uma série invicta de 31 partidas, e lançou quatro atletas, contratados por grandes clubes do Brasil.

Em entrevista ao Portal da Cidade, ao jornalista Fábio Estevam, Fausto lamentou a demissão de Ricardo Chuva. “Vim como auxiliar da Casa, acompanhei o bom trabalho do Chuva, que infelizmente não deu o resultado esperado, e agora vou auxiliar o Baiano, para quem estou torcendo. Tomara que ele possa conduzir o time a sair dessa situação”, disse ele. “Embora eu vá atuar como interino, apenas nesse jogo, estou levando muito a sério e no futuro espero uma oportunidade para poder mostrar meu trabalho como treinador, de fato”, salientou.

“Eu treinei o time com o Baiano hoje (sexta-feira), vou dar treino neste sábado, à beira do campo espero conseguir que o time jogue bem e que possamos vencer. Vou me esforçar para que consigamos essa importante primeira vitória”, declarou.


Com informações do Portal da Cidade / Jundiaí – Fábio Estevam