Sem medo do vírus... Flamengo consegue no STJD liberação para ter torcida no Brasileirão - Esporte Jundiaí Sem medo do vírus... Flamengo consegue no STJD liberação para ter torcida no Brasileirão

A diretoria do Flamengo está disposta a enfrentar as variantes do vírus da covid-19, mesmo com a imunização (duas doses da vacina ou a dose única) não tenha sido aplicadas ainda a metade dos brasileiros. O STJD aceitou o pedido do Flamengo e liberou a volta do público aos estádios quando o clube for o mandante nas competições organizadas pela CBF, ou seja, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. No despacho feito pelo presidente Otávio Noronha ressaltou que a liberação é apenas para a carga máxima estabelecida pelos municípios e se forem cumpridas todas as exigências das autoridades.

A decisão do tribunal atropela o planejamento da CBF em relação ao retorno do público nas competições nacionais. A entidade já vinha discutindo internamente um projeto-piloto para retorno da torcida nas quartas de final da Copa do Brasil, em 25 de agosto.

O movimento do Flamengo de procurar a liminar vai no sentido contrário também do que os clubes conversaram durante o Brasileirão 2020. Na época, o entendimento da maioria era voltar com público na Série A quando todos tivessem condição de colocar torcida no estádio – estado de São Paulo anunciou permissão apenas para novembro.

A CBF tem dois dias para apresentar seu posicionamento. A decisão da Justiça Desportiva abre o precedente para outros clubes entrarem com o mesmo pedido. Cruzeiro entrou com medida similar e deverá ser aceita nas próximas horas.

Na liminar, Noronha citou que outras cidades, além do Rio, já permitiram volta do público, como Brasília e Belo Horizonte. O presidente do STJD considerou, nas decisões de Fla e Cruzeiro, que não cabe à CBF "negar vigência à execução do conjunto de medidas adotadas pelo Estado".

Já existia a liberação da Conmebol para a volta dos torcedores, como aconteceu na partida do Flamengo contra o Defensa y Justicia, em Brasília, pelas oitavas de final da Libertadores. Nas quartas de final contra o Olímpia, o Flamengo jogará novamente em Brasília a partir de volta.

No momento, na cidade do Rio de Janeiro, a permissão dada pela Prefeitura do Rio para que o Maracanã, por enquanto, tivesse até 10% das arquibancadas preenchidas no jogo contra o Olímpia, pela Libertadores. Insatisfeito com o percentual, o Fla transferiu o jogo para Brasília, onde poderá colocar até 30% de público.