Vôlei feminino do Brasil perde em sets diretos e fica com a medalha de prata em Tóquio - Esporte Jundiaí Vôlei feminino do Brasil perde em sets diretos e fica com a medalha de prata em Tóquio

O vôlei feminino do Brasil não foi páreo para um volume muito grande do jogo dos Estados Unidos, e que foi muito bem também defensivamente. Com isso, a seleção brasileira feminina terminou os Jogos Olímpicos de Tóquio com a medalha de prata. Na final, na madrugada deste domingo, as estadunidenses venceram as brasileiras em sets diretos, o famoso 3 sets a 0 – parciais de 25/21, 25/20 e 25/14.

Foi a primeira medalha de prata do vôlei feminino na história olímpica. No total, as meninas chegaram agora a cinco medalhas conquistadas na história dos Jogos Olímpicos no vôlei de quadra – ainda tem dois ouros (2008 e 2012) e dois bronzes (1996 e 2000).

A final não teve sequer 1h30 de duração e mostrou uma seleção brasileira que em nenhum momento conseguiu dominar a partida. No primeiro set dos 21 pontos do Brasil, 9 foram em erros das estadunidenses, contra 5 das brasileiras. No fim: 25/21, Estados Unidos.

Só que a seleção de José Roberto Guimaraes ficou nervosa no segundo set, especialmente no seu começo, e concedeu oito pontos de graça para as jogadoras dos EUA, enquanto as rivais cederam apenas três pontos. O ponto final da parcial foi em saque errado de Carol. Resultado: vitória das estadunidenses por 25/20.

O terceiro set começou com o Estados Unidos fechando as pontas da quadra, com seu bloqueio, muitas vezes triplo. Com isso, abriu 13/7, sendo com dois pontos do seu muro. Com cinco pontos de vantagem, o EUA pode administrar a partida e ao marcar o 25º ponto comemorar a inédita medalha de ouro entre as mulheres no vôlei de quadra.

Para o Brasil restou o bom sabor da prata – pois ser medalhista nos Jogos Olímpicos é algo especial e que deve ser lembrado com alegria.


Foto: COB - Gaspar Nóbrega