Paulista realiza grande estreia com Baiano e Fausto e ganha do Guarulhos no Jayme Cintra - Esporte Jundiaí Paulista realiza grande estreia com Baiano e Fausto e ganha do Guarulhos no Jayme Cintra

O Paulista “estreou” muito bem em campo na Série B1 do Paulistão, a ‘Bezinha’ pode se dizer - esquece o que ocorreu até domingo, a "estreia" foi nesta quarta-feira. Na primeira partida com bola rolando da dupla Baiano (técnico) e Fausto Dias (auxiliar) no comando do Galo, o Tricolor mostrou um futebol muito bem, que lembrou em alguns momentos o time agressivo de 2019, e venceu o Guarulhos-GRU por 3 a 0. Após quatro rodadas disputadas na ‘Bezinha’, o Tricolor agora chega a sete pontos (confirmando os três contra o Barcelona pelo TJD) e está em segundo lugar no grupo 4.

O resultado dá uma tranquilidade ao Paulista, que agora enfrenta o Mauaense, fora de casa, onde não vai jogar com a água no pescoço no sábado, às 15h – um empate deixa o time ainda em boa situação em pensando em classificação as oitavas de final, já que no returno desta primeira fase, o Galo jogará três vezes em Jundiaí.

Pela escalação já era percebível que o time jogaria mais leve. Em campo esteve extremamente leve. Nada do time que tinha dificuldades na saída de bola como foi em Caieiras. A equipe da dupla Baiano e Fausto Dias teve triangulações – especialmente nas faixas laterais, toques rápidos no setor ofensivo e até abusou dos lançamentos longos – quase sempre certeiros. Dudu ajudou a organizar o meio-campo e até fez o futebol de Cursino aparecer. Resultado: um Paulista agressivo e ofensivo em campo.

O primeiro tempo foi todo do Paulista, que criou sete grandes oportunidades de gol. E desperdiçou todas. Foram duas bolas na trave, ambas em cabeçadas, primeiro com Fabrício – após cruzamento de Marquinhos na direita, e depois com Bressan, após batida de escanteio de Cursino. Ainda teve duas boas oportunidades em chutes cruzados de Carioca, duas finalizações de fora da área perigosas – com Fabrício e Henry, e uma finalização na marca do pênalti com Fabrício.

O Guarulhos somente chegou uma vez em uma bobeira do zagueiro Alex, que teve a bola roubada por Higor, que chutou cruzado, a esquerda do gol.

Segundo tempo o Tricolor de Jundiaí teve duas boas oportunidades em chutes da entrada da área de Fabrício, que foram para fora. Só que de tanto pressionar, uma hora o Tricolor iria balançar as redes. Que tal duas vezes seguidas? Bom, foi assim!

Aos 16 minutos, no terceiro chute de Fabrício de fora da área, este foi em direção ao gol e o goleiro Marcelo Vieira não segurou. No rebote, Henry teve tranquilidade de tirar do goleiro e anotar 1 a 0 para o Paulista.

Quatro minutos depois, Cursino arriscou chute da entrada da área e encobriu o goleiro rival. Um golaço! 2 a 0 para o Paulista.

Depois, o Tricolor jogou no erro do Guarulhos-GRU, mas sem perder a chance de dar um medo a defesa do Guarulhos. E precisou jogar recuado nos 10 minutos finais, pois o time terminou a partida com nove jogadores em condições saudáveis no jogo, já que o Tricolor perdeu seus dois laterais por contusão – Marquinhos e Daniel, após a dupla Baiano e Fausto Dias ter realizado as cinco mudanças. 

E no último lance do jogo,  mesmo com 9 atletas em condições de jogar bola e 2 fazendo número especialmente na defesa, o Paulista teve uma brilhante jogada com Bruninho, que na área sofreu pênalti. Toninho cobrou a penalidade e converteu. 3 a 0, Paulista e final de jogo, e três pontos na conta da classificação.

Só que o torcedor do Paulista sabe o que é drama. E quando é sofrido é mais gostoso. E essa ‘Bezinha’ será sofrida do inicio ao fim. 


3       PAULISTA

Gabriel; Marquinhos, Bressan, Alex e Kadu; Cruz, Cursino > e Dudu >; Henry >, Carioca > e Fabrício >.

Técnico: Baiano

Entraram no jogo: Daniel, Bruninho, Miqueas, Nenê e Toninho


0       GUARULHOS-GRU

Marcelo Vieira; Emerson, Marcelo, Pedro e Felipe Dias >; Diego >, Breno >, Wellerson e Darlyson; Vinícius > e Higor >

Técnico: Luisão

Entraram no jogo: David, Alberto, Arthur, Leonardo e Cláudio


Gols: Henry, aos 16min do 2º tempo (1-0) e Cursino, aos 20min do 2º tempo (2-0) e Toninho, aos 50min do 2º tempo (3-0)

Árbitro: Kleber Canto dos Santos

Assistentes: Felipe Camargo Moraes e Luiz Gustavo Andrade Rabelo